sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Geladas gotas na dor da separação


Sorrisos de amor em palavras de pranto
Lágrimas de um carinho que se esfuma
Húmidas gotas brotam em negro manto
Dos olhos soltam-se pingos de espuma
.
Sente-se o frio ao passar o liberto vento
Gelando o teu olhar em gotas de drama
Deixando a dor de um feliz sentimento
Que do coração se solta em fria chama
.
Sonhos trocados dentro do inconsciente
Poesia escrita de um amor tão marcante
São finas lágrimas fluindo em decepção
.
Pesarosa partida de um amor permanente
Fazendo da ternura  um caminhar errante
Quando são  gotas de tristeza e separação
.
.......................................................
Boas saídas do ano velho de 2017
Feliz entrada no ano novo de 2018
autor: gil antónio
.

39 comentários:

  1. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Excelente poesia amigo Gil e aproveito para desejar umas Boas Festas e um excelente ano de 2018.
    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  3. Feliz ano novo!! Muita saúde, paz e muita felicidade. Gostei muito do poema.

    ResponderEliminar
  4. Poderosas palavras Gil!
    Desejos de um 2018 recheado de tudo de bom!
    Joana

    ResponderEliminar
  5. Excelente poema. Amei de verdade!!

    Beijo-Bom fim de semana

    Feliz 2018

    ResponderEliminar
  6. Meio "down", é claro, mas com a qualidade de sempre.
    Feliz 2018

    ResponderEliminar
  7. Bom dia meus querido, Gil. Que fascínio de poema. Parabéns meu Anjo. És uma Poeta de elevado valor.

    Bjos
    Dia muito feliz para ti...

    ResponderEliminar
  8. Qualquer separação é dolorosa.
    Nem quero lembrar delas.

    ResponderEliminar
  9. Não entendo de comentar num blog e aparecer no seu.
    Mas, não preciso entender.

    ResponderEliminar
  10. Olá Gil, tudo o que se diz do amor é sempre
    uma grande verdade; lindo.
    Aproveito o ensejo para desejar uma boa entrada
    de ano e até janeiro.
    Abraços
    janicce.

    ResponderEliminar
  11. Que belo poema! :) Aproveito também para desejar um feliz 2018.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  12. Olá amigos!
    Lindos os vossos poemas, meus parabéns adoro ler-vos!
    Muito obrigada pelos vossos comentários; e obrigada pela partilha!
    Que o NOVO ANO seja muito feliz, com saúde e muita paz.
    Meu abraço FRATERNO
    Josélia

    ResponderEliminar
  13. OLá, Gil! Estou encantada com o teu poderoso poema.Sempre tão bom ler-te meu lindo!

    Beijinhos m...

    ResponderEliminar
  14. A dor de uma separacao traduzida por palavras. Lindo. Boas entradas e que 2018 te traga a ti e a Larissa tudo o que mais desejam. Bjokas

    ResponderEliminar
  15. Quase sempre toda separação causa traumas. Aqui bem descrita em seus lindos versos Amei. Aproveito e deixo o meu abraço para um feliz 2018

    ResponderEliminar
  16. Sempre belle le tue poesie! Il tuo Blog ci fa sognare! Con questo sottofondo musicale poi ...
    http://casaninnamamma.blogspot.it

    ResponderEliminar
  17. Hello Antonio!
    What a lovely poem!
    I really enjoyed it!
    Thank you for your kind comment on my post and for your visit!
    Have a happy new year with peace health and happiness in your life!
    Hope you’ll visit me again!
    Dimi...

    ResponderEliminar
  18. A dor da separação traduzido na forma tradicional do soneto, que lembra Camões, Bocage, Florbela, Olavo Bilac e tantos outros cultores do soneto.
    Agradeço a sua visita e retribuo os votos de um feliz Ano Novo.
    Muita paz, saúde e prosperidade, meu caro poeta!

    ResponderEliminar
  19. Maravilhoso como sempre.

    Aquele abraço e feliz 2018.

    ResponderEliminar
  20. A Separação, é dolorosa quando se gosta do que se deixou ou foi embora. Mas o que era a vida só com coisas boas? Uma nostalgia com certeza. Só a separação física de alguém que morre é que custa muito, o resto tudo se supera.
    Tudo de bom no novo ano.

    Ui que já vamos ficar mais velhos ahahahahahah

    ResponderEliminar
  21. Quem se dispõe a amar, dispõe-se a padecer. É o preço.
    Feliz ano novo.
    Beijo

    ResponderEliminar
  22. Lindoooo! Gostei muito.
    Desejo um excelente 2018.

    ResponderEliminar
  23. Gil..esse poema não é teu....deve ser do Fernando Pessoa que te o escreveu em sonhos....
    Fantástico..... lindo uma doçura!!!
    Mesmo sabendo que separação é tão dolorosa que deiva ser escrita se-para-ção!!!

    ResponderEliminar
  24. Muito bonito!
    R: Obrigada e espero que tenha um exelente 2018

    ResponderEliminar
  25. Bonito poema.
    Obrigada, e que 2018 seja apenas e só o melhor ano da sua vida.
    Abraço

    ResponderEliminar
  26. Olá,boa noite!
    A separação é sempre bem doída para uma das partes,infelizmente!
    Feliz 2018,com muita saúde,paz e felicidades!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  27. Oi, linda noite!
    Linda poesia, escreve bem demais
    Adoro
    Minicontista

    ResponderEliminar
  28. GIL

    Ohhh que linda música me recebe aqui no seu espaço
    Fecho os olhos e deixo-me levar pela melodia...

    um 2018 com saúde principalmente
    e depois que haja amor, paz

    Obrigado pelas visitas ao meu espaço!

    Resumindo 2017...
    Deixo aqui o meu carinho e o meu abraço!

    O tempo é do melhor que a vida nos oferece, todos os dias.
    Que as pequenas coisas de todos os dias, de cada momento,
    façam de 2018 um ano em grande para todos!

    já passa da 1h da manhã, acabei de fazer o último post de 2017 neste blogue
    https://orientevsocidente.blogspot.pt/

    e, no http://pensamentosimagens.blogspot.pt/

    Beijinho da Tulipa

    ResponderEliminar
  29. A passar por cá, hoje, para desejar que o novo ano seja fantástico!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  30. Agradeço os votos de um Ano Novo auspicioso.
    Também já vos deixei a minha mensagem no «Hora de Poesia».

    ResponderEliminar
  31. Bom dia, amigo Gil
    ESTA É A MINHA MENSAGEM DE ANO NOVO:
    Para desejar um feliz Ano Novo faço-me acompanhar DAS PALAVRAS de Carlos Drummond de Andrade, que muito admiro:
    “Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.”
    FELIZ E PRÓSPERO ANO NOVO
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  32. A separação de duas pessoas que se amam é sempre dolorosa.
    Todos os sentimentos se congregam para chorar o fim do que
    poderia ter sido uma vida plena de felicidade.

    Um belo poema, Gil António.
    Muito obrigada pela sua visita.

    Um abraço.

    Olinda

    ResponderEliminar
  33. Belíssimo poema, Gil António. É soberbo o poder da palavra... Este seu poema induziu em mim uma espécie de automatismo introjectivo, algo de "déjà-vu" afectivo que o meu estro produziu em 1996. Passo a transcrevê-lo:
    Desmaiaste suave como um rio
    Sucumbiste como o sol no horizonte
    Assim teu rosto se foi naquele estio
    Lançando nas trevas minha fronte

    Chorei em desespero aquele mar
    De noite agarrei-te em mil imagens
    Como as árvores senti-me vegetar
    Fiz de memória mil viagens...

    Etc., etc., etc..

    Um abraço

    ResponderEliminar
  34. Excepcional Soneto. Obrigado pelas partilha. Um muito BOM ANO de 2018 e o maior abraçooo. :-)

    José Alex Gandum (O Meu Sofá Amarelo)

    ResponderEliminar