segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Mulher:» O equilíbrio emocional. A solução


Mulher, a ternura, o nobre desejo
O coração, o equilíbrio, o sentido
O carinho, a doçura de um beijo
A quem tão pouco é agradecido.
.
Mulher, a fêmea, a mãe, apetência
O desvario do homem, a tentação
O iluminar, o corpo arredondado
Belo e lindo na graça da gestação
.
Mulher, avó, suaves mãos, o pólo
A luz da vida em corpo desnudo
A amante, protectora, o doce colo
O sofrimento, nada pede, dá tudo
.
Mulher, a solidão, atrevimento
As lágrimas de amor, a opinião
O abraço, a energia, sentimento
O abraço, o conselho, a solução
..............................
Autor gil antónio
.

41 comentários:

  1. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Muito lindo,Gil! Gostei de ler! Ótima semana! abraços,chica

    ResponderEliminar
  3. Olá, Gil!
    Um poema verdadeiramente rico, em palavras sentimentos! AMEI


    Beijo e uma excelente semana

    ResponderEliminar
  4. Bom dia meu querido Gil, mas um estrondoso poema para nos enternecer o coração. Muito bom.

    Bjos
    Um dia sereno e feliz.

    ResponderEliminar
  5. A mulher é tudo isso e muito mais, às vezes há pequenos desentendimentos, que o amor faz esquecer em questão de poucos minutos, há 49 anos sempre juntos, até no trabalho profissional não é para todos, só para um Querido como eu!
    VIVAM AS MULHERES QUE SABEM SER MULHERES.

    ResponderEliminar
  6. Ou não fosse um poema teu. Cheio de glamour, sensibilidade poética,e carinho. Verdadeiramente lindo:

    Beijo m...

    ResponderEliminar
  7. Gostei tanto que o guardei para partilhar no aniversário da morte da nossa mãe!!!bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bem. Senti-me elogiado e agradecido por tão nobre decisão.

      Beijo

      Eliminar
  8. Obrigada, Gil, pela minha porção 'mulher - mãe e avó'... Deus me presenteou com todas as fases da vida! Poema tocante!
    Abraços natalinos.

    ResponderEliminar
  9. Que poema lindo e verdadeiro :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  10. Um poema que é uma homenagem às mulheres. Por elas passa a vida toda com tudo o que a vida acarreta...
    Desejo-lhe um bom Natal e um ano de 2018 com Saúde, bem-estar, Amor e Paz.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  11. Olá, Gil António!! É sempre um gosto enorme ler os teus poemas, Este, é de uma sensibilidade ímpar. Um Hino a todas as mulheres. Obrigada!!

    Um beijinho ;-)

    ResponderEliminar
  12. Lindo demais Gil!
    Deixo aqui,algumas palavras que postei no dia Internacional da Mulher(8 de Março)
    Requinte e beleza em cada sutil passo dado,a natureza já a fez assim:Graciosa,melindrosa e guerreira para enfrentar a dança dos contratempos que a vida lhe impõe,mas é Mulher e deixa nas entrelinhas...Palavras de afetos e cumplicidades em cada manifestos e verdades.
    Mulher,sempre Mulher!
    Em todas as categorias encanta com seus trejeitos faceiros.
    Melindra-se quando vê algo errado e enfrenta os tropeços sem medos.
    Mulher,sempre Mulher!
    Não sendo dançarina,dança diante da vida com galhardia,seja jovem ou bem vivida..Não há rebeldia,pois mesmo frágil,é ágil e bem comedida.
    Mulher,sempre Mulher!
    Amei sua poesia.
    Bjs e um Feliz Natal.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem duvida que ... " Mulher é sempre Mulher.

      Beijinho
      Bom Natal

      Eliminar
  13. Revejo me nas tuas palavras belissimo poema onde a mulher e rainha e senhora do seu reino. Parabens bjokas Gil

    ResponderEliminar
  14. Poema lindamente construído. Uma bonita homenagem a mulher.
    Feliz Natal, e um Ano Novo pleno de realizações pra você e os teus.
    Boa semana!
    Abraço!

    ResponderEliminar
  15. Oi Gil,
    Obrigada pela homenagem a mulher.
    Ficou lindo!
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  16. A minha visita de hoje tem apenas como finalidade desejar BOAS FESTAS.
    E, para isso, nada melhor do que fazer-me acompanhar de Mahatma Gandhi (Mahatma – “A grande Alma”), e suas sábias palavras:

    “Se eu pudesse deixar algum presente a você, deixaria aceso o sentimento de amar
    a vida dos seres humanos.
    A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo afora.
    Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem.
    A capacidade de escolher novos rumos.
    Deixaria para você, se pudesse, o respeito àquilo que é indispensável:
    Além do pão, o trabalho.
    Além do trabalho, a acção.
    E, quando tudo mais faltasse, um segredo:
    O de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída."
    (Gandhi)

    UM SANTO E FELIZ NATAL!

    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  17. Oi Gil, boa tarde!
    Eu como mulher, só tenho a te agradecer pelo lindo poema. Ler o poema ao som dessa bela música é um prazer imensurável!
    Bjsss e uma semana de sucesso e abençoada é o que desejo p/vcs

    ResponderEliminar
  18. Maravilhoso poema em homenagem às mulheres.
    Adorei!
    Votos de uma excelente noite

    ResponderEliminar
  19. Que linda homenagem às mulheres, da minha parte muito obrigada. :) Boa semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  20. Próximo da perfeição. Grande exigência sobre a mulher...

    Bonito, mesmo assim.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  21. Onde tudo começa... Uma bela homenagem....
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  22. As mulheres conseguem ter dezenas de papéis.
    Gostei muito do poema.

    ResponderEliminar
  23. Uma grande homenagem a todas as mulheres
    abraço Gil
    Kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  24. Que lindo poema Gil, a sua sensibilidade de poeta te levou a valorizar cada etapa de uma mulher com seus variados sentimentos, gostei muito.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  25. Que poema deslumbrante
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  26. Mais um belíssimo poema!

    r: Sem dúvida, concordo totalmente :)

    ResponderEliminar
  27. Que lindo poema que linda inspiração.
    Parabéns poema. Nós mulheres com certeza
    nos sentimos lisonjeadas com tanta doçura neste
    belo poema. Abraços querido

    ResponderEliminar
  28. Companhia constante na minha vida (mãe e avó; duas primas em Macau; mulher, filhas e empregada; para além das MUITAS colegas de trabalho, não percebo como é que se pode desrespeitar as mulheres só pelo facto de serem mulheres.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  29. Muito lindo, Gil, obrigada!
    Um Ótimo Natal pra você e sua família e um 2018 melhor, mais generoso, mais solidário, mais humano pra todos nós.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  30. No fundo, uma maravilhosa homenagem ao ser maravilhoso que é a mulher!
    Gostei muito!
    Abraço
    Olhar d'Ouro - bLoG
    Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

    ResponderEliminar
  31. Maravilhoso poema com uma
    homenagem linda, poeta Gil!

    Deixo meus votos de um Natal abençoado
    junto com a sua família e 2018 repleto
    de sonhos e realizações!
    Agradeço a sua atenção e gentileza
    no meu blog!
    Bjs.

    ResponderEliminar
  32. Bonita homenagem à mulher. :)
    Boas Festas, Gil!

    ResponderEliminar
  33. Mas que excelente imagem sobre o que é uma verdadeira mulher. Senti este género a ser verdadeiramente defendido e elevado ao seu lugar de destaque que tanto merece. E mais uma vez você não me desilude com as suas palavras. Após o seu último comentário no meu blogue sobre o "Depois", já se encontra publicado o "Antes", quando quiser pode passar por lá. Fico a aguardar a sua visita e opinião. http://emiliasilva16.blogspot.pt/
    Beijinho e Bom Natal.

    ResponderEliminar
  34. Um maravilhoso Hino à MULHER, ser, amor, esposa, amante, mãe, avó ,... quanto ela encerra de maravilhoso no decurso de uma vida !!!

    Adorei, Gil !!!

    ResponderEliminar
  35. Muito bom mas acredito que a mulher e o homem, ou um ser humano e uma companhia, é a combinação ideal. Beijos Gil

    ResponderEliminar