quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Amor:- Essa dor Oculta

Transporto no peito essa dor oculta
Memórias do afecto por nós vivido
Sentimento de amor que me insulta
Por nunca teus beijos ter esquecido
.
Caminho em gestos vazios no tempo
Tão vazios como efémera é a ternura
Ouvindo os rumores do pensamento
Revivendo os teus beijos, alma pura
.
Ofereço-me por completo na desdita
Manto sagrado onde o amor dormita
Sonho pintado pelo mais hábil pintor
.
Utopia omitida nas juras apaixonadas
Já não ouço tuas palavras arrebatadas
Nem retribuo os teus abraços de amor
.
Autor: gil antónio
.

38 comentários:

  1. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema.


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Um belo soneto de amor...
    Parabéns pelo talento.
    Dias felizes
    ~~~~~~~

    ResponderEliminar
  3. Bom dia meu querido. Parabéns por mais uma pérola. Poema este, que em deixou de coração apertado. :/

    Desejo que te encontres melhor
    Bjos

    ResponderEliminar
  4. É sempre com prazer passar para ler tão inteligentes poemas!

    Rápidas melhoras Gil.

    ResponderEliminar
  5. Consegues surpreender-me sempre!!! DIVINO POEMA! Mais não digo.

    Beijinhos
    Espero que estejas melhor.

    ResponderEliminar
  6. Adoravel texto Gil.
    Guardei esse verso
    " Utopia omitida nas juras apaixonadas" Gil
    Feliz dia.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  7. Bom dia, Gil Antonio. Parabenizo-lhe pela magnânima poética que enseja, de forma irretocável, a angústia do amor oculto. Grande abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  8. Nessa aí do amor oculta,
    nela é que eu não alinho
    isente de qualquer culpa
    como livre voa o passarinho!

    Caro amigo poeta Gil António, desejo as suas melhoras. Parabéns pelo poema. Um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  9. Meu querido, tens e-mail meu.

    Desejo que estejas melhor
    Bjos

    ResponderEliminar
  10. Quantas vezes ocultamos nossos sentimentos certos de que assim os esqueceremos. Seu poema traduz bem esse sentimento.
    Um abraço, desejando melhoras rápidas.

    ResponderEliminar
  11. Um poema transbordante de sentimentos saudosos... Amor oculto e transparente nos versos...
    Melhoras na saúde. Abraço

    ResponderEliminar
  12. Olá, Gil
    Mais um belo soneto de amor - apesar da nostalgia nele contido, que nos leva a intuir que algo ficou para trás...
    Mas a saudade também é uma forma de reviver o amor...
    Gostei MUITO.

    Votos de uma boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  13. Lindo soneto, meu caro Gil. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa tarde, uma boa semana, um bom ano e uma boa vida.

    ResponderEliminar
  14. Espero que fisicamente já esteja recuperado. Poeticamente nunca esteve doente, pois os seus sonetos continuam maravilhosos
    Abraço

    ResponderEliminar
  15. Sempre seus textos são esplêndidos caro Gil, adorei seus versos!
    Tenha uma ótima terça feira!

    ResponderEliminar
  16. Memórias que nos atormentam constantemente ! :(

    Espero que já se sinta bem, caro Gil !

    Abraço

    ResponderEliminar
  17. Poema triste, mas como sempre muito bonito! :) As melhoras.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  18. Tem coisas que a gente não esquece.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  19. Triste...Pensamos demais nas coisas...
    Ainda bem que já recuperou.
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  20. Há coisas que não esquecemos, que nos acompanham sempre.
    Adorei o poema!

    r: A continuação das suas melhoras

    ResponderEliminar
  21. Já minha mãe me dizia: Quem se sujeita a amar, sujeita-se a padecer!

    Belo poema. Espero que se sinta melhor, caro Gil.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  22. As melhoras Gil
    abraço
    kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  23. Primeiramente, parabenizar por esse magnífico soneto e segundo lhe desejar melhoras!
    Beijos afetuosos!

    ResponderEliminar
  24. Fico contente de o ver regressado.
    E sempre muito inspirado.
    Aquele abraço!

    ResponderEliminar
  25. Mais um belíssimo poema!
    Rápidas melhoras Gil.
    Bjs

    ResponderEliminar
  26. Bom dia, poema muito bem escrito que revela um triste sentimento, como a vida não é só tristeza, deve-se olhar mais para o lado lindo e alegre da mesma, viver é fantástico.
    AG

    ResponderEliminar
  27. Bom dia

    Emocionado é como me sinto. AGRADEÇO DE CORAÇÃO a todos os amigos e amigas que me têm desejado as melhoras. De facto que me lembre foi a 1.ª vez que uma GRIPE me levou à cama. Dores insuportáveis que só eu sei. Mas pronto. Tudo passa não é verdade?

    Obrigado. Vós sois uns amigos e amigas como não há igual.
    Até SEMPRE.

    ResponderEliminar
  28. Mesmo doentinho a inspiracao ta la. Lindoo bjokas Gil

    ResponderEliminar
  29. Juras apaixonadas não concretizadas provocam dor e um belo poema!
    ...
    Termino aqui o nosso passeio pelo LUSO:
    https://crocheteandomomentos.blogspot.pt/2018/01/villa-missi-no-luso.html

    Ovo estrelado só há um mas … experimentar esta sugestão pode ser bem agradável:
    https://ospetiscosdagracinha.blogspot.pt/2018/01/ovo-estrelado-no-forno.html

    Bj e ... sinta-se bem FELIZ!!!

    ResponderEliminar
  30. amor e suas dores.
    nostálgico e saudoso de um amor perdido.
    abraço.
    :)

    ResponderEliminar
  31. Gil, passe um e-mail para mim entrando pelo Formulário do blog
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  32. Poema encantador sempre arrasando, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  33. Amores ocultos e amores escondidos, sofrimento em demasia que faz doer, mas que a poesia o faz belo, na arte de encantar o sofrer.
    Belo trabalho Gil.
    Abraços

    ResponderEliminar
  34. Um belo soneto, muitíssimo bem construído!...
    Adorei cada palavra! Parabéns, Gil!
    Abraço!
    Ana

    ResponderEliminar