sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

O Silêncio da Luzência em noite escura


Noite escura. Silêncio da luz por ligar
Vidraça húmida. Estrelas enternecidas
Pirilampos esvoaçam em anéis pelo ar
Parecem mostrar fantasias esquecidas
.
Entram no meu olhar, luzências caladas
Clarejam a noite. Um morcego esvoaça
Escuridão. Luz das estrelas abençoadas
Iluminam o desolado escuro que grassa
.
Surge a luz num candeeiro. Luz divina
Rua iluminada. Fica bonita, cristalina
Bondade. Nota-se o brilho das estrelas
.
Uma estrela cintila na minha direcção
Parece dirigir-se rumo ao meu coração
Sorrindo. Olho o Céu. Dá gosto vê-las

Autor: gil antónio
.

34 comentários:

  1. Bom dia meu querido. Mais um fabuloso poema. Adorei.

    Bjos
    Óptima Quinta-Feira

    ResponderEliminar
  2. Um feliz ano novo cheio de poesia e amor. Abraço

    ResponderEliminar
  3. Excelente poema aqui tens! O meu aplauso!

    Beijinhos e um dia feliz.

    ResponderEliminar
  4. Magnífico soneto, um género bem difícil, parabéns.
    Caro Gil, continuação de boa semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. Um soneto espetacular Gil.
    É no silêncio da noite que sentimos com mais intensidade os brilhos que povoam e circundam o nosso entorno
    Um abraço caro amigo

    ResponderEliminar
  6. E o brilho das estrelas inspira-nos...
    Bom Ano...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  7. Também gosto de as ver brilhar!!!
    Lindo de se ler!
    ...
    O filho está recuperando bem!
    A novidade de hoje é aqui:
    https://mgpl1957.blogspot.pt/2018/01/pensamentos-luz-das-velas.html
    bj

    ResponderEliminar
  8. As noites estreladas iluminam-nos a alma.
    Este belo Soneto iluminou-me o rosto com um sorriso.

    Um abraço e Bom Ano, Gil.

    PS- sorriso esse, que se começa a apagar, pois já vou na 3ª tentativa de fixar o comentário. :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Janita

      Que estranho. Porque será que os seus comentários vão para Spam? Que cena"
      Peço desculpa mas não sei como resolver esse problema

      Grande abraço amiga Janita. Feliz Ano de 2018.

      Eliminar
  9. Nada mais lindo do que um céu cheio de estrelas brilhando na escuridão...linda poesia e linda música!
    um abraço

    ResponderEliminar
  10. Oi Gil, bt!
    Mais um lindo poema. Eu adoro ver essa "luzência" nas noites escuras e se for acompanhada dessa linda música, aí então o ambiente fica perfeito!
    Bjssss amigo

    ResponderEliminar
  11. Muito belo e interessante e curiosa a introdução do termo "luzência", num "jogo" de sentidos entre o escuro e a luz !

    Abraço :)

    ResponderEliminar
  12. Um silêncio iluminado na serenidade da "luzência" de uma noite divina! Inspirador poema!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  13. Quem reflete o brilho da luz não anda em trevas!

    ResponderEliminar
  14. Eu gostava de ser uma dessas estrelas, só para conseguir iluminar mentes dementes que para aí andam, políticos assassinos e pedofilos. Elimina -los e destruí -los
    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. A luz que nos guia nesta vida por vezes escura...
    Abraço
    Kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  16. Que bonito, imaginei tudo o que escreveu! :) Boa noite.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  17. Que bonito poema
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  18. Há estrelas que nos guiam!
    Gostei muito do poema :)

    r: Sim, sem dúvida

    ResponderEliminar
  19. When you look upon a star ...
    Aquele abraço, bfds

    ResponderEliminar
  20. Bom dia Gil.
    Aqui recomeço aos poucos as visitas aos amigos.
    Lindo poetar como sempre.
    Bjs e um maravilhoso final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  21. Pegando na sua poesia e principalmente nas estrelas,desejo um iluminado ano capaz de o conduzir no caminho que ainda é secreto - o futuro de 2018.

    Um Bom Ano,Gil!

    ResponderEliminar
  22. Lindo!
    Um feliz ano novo, com muita paz e alegrias.

    ResponderEliminar
  23. Céu, estrelas, lua, noite escura, mas iluminada... nada tão inspirador para os poetas!
    Um belo Ano pra você, Gil!
    beijo.

    ResponderEliminar
  24. "Uma estrela cintila na minha direcção
    Parece dirigir-se rumo ao meu coração"

    Que lindoooo!

    : )

    Feliz ano novo ao casal!

    ResponderEliminar
  25. Olá, Gil Antônio!
    Obrigada pela visita e comentário em meu blog.
    Gostei muito do seu blog também! Parabéns pelo belo poema!
    Voltarei mais vezes!
    Um Feliz Ano Novo com as bênçãos de Deus!

    ResponderEliminar
  26. Um poema muito belo, apaziguador e reconfortante... mais um inspirado momento poético... absolutamente brilhante!
    Um grande abraço
    Ana

    ResponderEliminar