segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Aroma da papoila ... E a outra face do sentimento


Além das nuvens, do Céu, das estrelas
Existem os campos, os desertos, o mar
As flores, como desejava tanto vê-las
Aromar esse teu cerrado e triste olhar
.
Além dos astros, dos vazios, da solidão
Dos áridos ventos, dos frios da manhã
Existe a fragrância sublime do coração
O bálsamo da papoila, em tua alma sã
.
Além da desdita de um termo cansado
Em que os verbos ficam por conjugar
Não queiras esse teu coração fechado
Quando ele sente amor e deseja amar
.
Além de tudo o que possas pensar, ou
Bradar aos Céus, palavras de momento
Serei sempre meu amor, aquilo que sou
Nunca serei a outra face do sentimento
.
Autor: gil antónio
.

36 comentários:

  1. E que assim seja, conserve sempre a mesma postura para com seu amor.Bonitos versos, o amor cantado pelos céus, mares e campos!
    bom dia Gil!
    Grata pela visita.
    Abraço!

    ResponderEliminar
  2. Bom dia, Gil António!
    Meu sincero aplauso para tão belo poema!

    Beijinhos m...
    Espero pela tua visita lá no nosso Delírio's :)))

    ResponderEliminar
  3. Parabéns Gil (Vicente) Antonio... tua poesia hoje foi realmente perfumada!!!!

    ResponderEliminar
  4. Uma bela dedicatória ao amor querido, amado e cultuado.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
  5. Um poema excelente. As papoilas deram-lhe cor...
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  6. Como sempre vale a pena perder dois minutos para ler tão grande poesia, grande porque é poético.

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde Gil!

    Mais um belíssimo poema onde a Natureza é predominante!! Lindo, Lindo!!

    Beijos e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
  8. Um poetar bem aromatizado por lindas papoulas(assim falamos aqui no Brasil.rs)
    Gostei muito Gil.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  9. Aroma de papoila...me lembra os campos vermelhos na primavera, a paixão solta nos corações, a juventude perdida. Gostei.
    Abraço e boa semana

    ResponderEliminar
  10. Linda mensagem :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. POEMA BRILHANTE! PARABÉNS AMIGO!

    ABRAÇO

    ResponderEliminar
  12. Eu venho aqui dizer,
    lá no meio das papoilas
    no campo alegria de viver
    vejo uma não duas moçoilas!

    Tenha uma boa tarde caro amigo poeta Gil António.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  13. Olá, Gil!
    Ser sempre o que se é se chama transparência ...
    Moldar-se aos apelos do amor se chama cumplicidade ... hoje em dia nem todos querem pois implica em renúncia a si...
    Lindos versos na composição da poesia!
    Seja muito feliz e abençoado junto aos seus amados!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
  14. Há sempre algo mais!
    Gostei imenso :)

    r: Muito, muito obrigada
    Continuação de bom dia*

    ResponderEliminar
  15. As Papoilas daqui não tem cheiros.
    Bonito texto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Liliana de Paula

      Sim é verdade. Tanto as papoilas daí como as de aqui, não têm cheiro. E é nesse contexto que, poeticamente, delas sobressai um perfume único, que areja e serena o local onde se encontram. Será que num prado cheio de papoilas não se inspira um aroma único?

      Eliminar
  16. Tendo nascido e crescido numa região onde extensas planícies, a perder de vista, se enchiam de rubras papoilas, sei que sendo inodoras são belíssimas, e, como se pode constatar por este soberbo poema, muito inspiradoras.

    Parabéns, Gil António.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
  17. Tendo nascido e crescido numa região onde extensas planícies, a perder de vista, se enchiam de rubras papoilas, sei que sendo inodoras são belíssimas, e, como se pode constatar por este soberbo poema, muito inspiradoras.

    Parabéns, Gil António.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Janita

      Sabendo que as Papoilas são inodoras ( não têm cheiro) que, na forma poética, se extrai o seu perfume.

      A mulher não é um monumento. No entanto, poeticamente falando, haverá monumento mais belo, mais sedutor, mais encantador, que o corpo de uma mulher?

      Beijinho e feliz semana.

      Eliminar
  18. Adoro vir aqui te deixar um miminho.bjokas Gil

    ResponderEliminar
  19. O importante mesmo é sermos verdadeiros em tudo, principalmente no amor.
    Maravilhoso poema
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  20. Um coração não se deve fechar ao amor ... e nós não podemos deixar de ler mais um belo momento poético!!!bj

    ResponderEliminar

  21. Grande poema Gil
    Abraço
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  22. Muito bonito, versos delicados e com conteúdo terno.
    "Serei sempre meu amor, aquilo que sou
    Nunca serei a outra face do sentimento"
    Beijo, Gil, uma ótima semana pra você.

    ResponderEliminar
  23. Quadras bem rimadas, com estrofes sensíveis e delicadas.
    Muito belo!
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  24. Bom dia, lindo poema que me deixou leve e relaxada!
    https://amigos-da-cozinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  25. Lindo trabalho da inspiração Gil e o fechamento ficou uma maravilha. Abraços e que a semana esteja bela e leve.

    ResponderEliminar
  26. Bellissimo testo! Passa da me , nel mio ultimo articolo se ti va ;) http://casaninnamamma.blogspot.it/2018/02/florapis.html

    ResponderEliminar