sábado, 10 de março de 2018

Alma que Vagueia.

Foto de Cidália Ferreira.
Deixei que a minha alma vagueasse
Por veredas abandonadas,
Árvores envelhecidas
Com folhagens ressequidas,
E os raios de sol passando lentamente
Aquecendo o meu coração
Que espera serenamente,
Deixando escapar a tristeza
De um ilusório sentimento,
Olho em volta e não vejo nada.
A minha alma vagueia para longe
O meu coração esmorece
Ao presenciar as folhas que caem
Onde não há vida nem calor
Nem a passagem dum amor,
Sozinha, sem saber de ti
Espero neste ermo abandonado
De alma limpa...esperançosa
Num florir apaixonado
Mas onde mais nada acontece!
💥 

Autora: Larissa Santos.

40 comentários:

  1. Bom dia Larissa Santos

    Mais um poema de esplendor. Lindo demais.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Só descalço eu entro aqui
    para te ver, Larissa. Quanto
    aos meus textos eu os escrevo
    na primeira pessoa, mas a mo-
    déstia não me deixa os louros
    na cabeça, por isso deixo o
    meu 45 do lado de fora.

    Beijos, poeta. Beijos.

    silvioafonso




    .

    ResponderEliminar
  3. Muito belo este magnifico poema minha amiga de que gostei bastante.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderEliminar
  4. Brincando com as palavras se escrevem lindos versos de amor!
    Quem espera sempre alcança e se alcança quando menos se espera.
    Tenha um bom fim de semana Larissa.

    ResponderEliminar
  5. Bom dia Larissa.
    Deixar a alma da gente vaguear
    é algo livre e belo que
    nos é dado como direito de Poetas.
    Feliz sábado e domingo
    Bjins e Abraço
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  6. Lindo poema como sempre, amei a imagem também, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Lindas palavras, como já vem sendo hábito!
    Bom fim de semana!
    Joana

    ResponderEliminar
  8. E alma devaneia em lindos versos, Larissa
    Beijos e um excelente final de semana

    ResponderEliminar
  9. A alma vaga, o coração esmaece, mesmo assim, a tua verve anima o teu brilhante versejar, Larissa. Parabéns. ótimo fim de semana e um grande abraço.

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde!
    Poema muito bonito! Amei!!

    Beijo e um excelente sábado

    ResponderEliminar
  11. Noss'almas vagueiam para lugares que não esperamos,assim é a alma de um poeta!
    Lindo Larissa.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  12. Sem palavras! Adorei o poema *.*

    r: Obrigada e igualmente

    ResponderEliminar
  13. A tua Alma vagueia mas, veramente, sente a Poesia. Belíssimo.
    Parabéns.


    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  14. Uma alma peregrina em busca do Amor. Gostei.
    Um abraço e bom Domingo

    ResponderEliminar
  15. Un momento di solitudine in cui la speranza di belle cose sembra perdersi nel tempo....
    Versi apprezzati, un caro saluto,silvia

    ResponderEliminar
  16. Que tua alma vagueie sempre, buscando novas ilusões de amor... a alma pode vaguear sim, em busca de novas experiências, inclusive as amorosas.
    Belo poema!!!

    ResponderEliminar
  17. Fascinante poema.
    Um ótimo fim de semana!
    Um abraço!
    (Tem atualização por lá.)
    Blog da Smareis

    ResponderEliminar
  18. Algo terá que acontecer a quem tão bem brinca com as palavras.
    Um texto lindo...se sentido ou a brincar, que importa?
    São palavras lindas de se ler.

    Bom Domingo.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  19. Grandioso este poema Larissa
    Bom domingo
    Bjs
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. Minha querida Larissamiga

    E pronto, transformei-me num Larissadicto... Não posso passar uns tempinhos sem vir aqui para ler os teus poemas que acho lindos. E mais uma vez transcrevo

    (...)Sozinha, sem saber de ti
    Espero neste ermo abandonado
    De alma limpa...esperançosa
    Num florir apaixonado
    Mas onde mais nada acontece!


    Muitos qjs do teu amigo e admirador
    Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
  21. Tristinha, mas linda
    Beijinhos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  22. Que bonito vaguear esse
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  23. Não há nada mais belo que libertar-se a vagar sem rumo, sem destino, sem cobrança alguma... Deixar alma, e corpo leves, flutuantes... Assim é seu poema... Belo demais!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  24. Uma alma que se liberta e passeia por nuances ímpares da poesia
    Deslumbrante poema, Larissa
    Beijos e um feliz domingo

    ResponderEliminar
  25. Olá, querida amiga Larissa!
    Tudo pode acontecer e florescer onde Deus permite.
    Versos tecidos no âmago do seu ser de poeta. Lindo!
    Seja feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm de paz e bem

    ResponderEliminar
  26. Olá Larissa!
    Belo poema!
    Que o seu coração continue a deixar "escapar a tristeza".
    Beijo e bom domingo.

    ResponderEliminar
  27. Oi Larissa,
    É bom levar a alma para
    passear e se aquecer no sol...
    Ela se renova e fica pronta
    para novas emoções...
    Beijos!

    ResponderEliminar
  28. Acontece sempre poesia e é maravilhoso.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  29. Que essa alma linda encontre os caminhos da primavera.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  30. Olá Larissa,tudo bem?
    Vc e Gil Antônio tem esse lindo dom,de saber brincar com as palavras e nos encantar,deixando-nos meio abobalhados,sem saber o que dizer!Tudo aqui me agrada!Beijos!!!

    ResponderEliminar