domingo, 22 de abril de 2018

Cavalo e Amazona - amizade sem tempo ( Poetizando)

32.ª POETIZANDO E ENCANTANDO


É o seu coração uma verdade sem tempo
Uma gota, uma palavra, poemas incertos
Uma saudade afoita, simples pensamento
Enquanto galopa em campos descobertos
*
O cavalo, seu amigo, parceiro de viagem
Que se liberta pelos espaços da aventura
Onde se delicia a cavalgar pela paisagem
Sempre tão ameno o seu olhar de ternura
*
Campos verdes que perfumam seu destino
Tendo o seu cavalo tão dedicado a fantasia
Surge ao seu imaginário um verso libertino
Idealizado no fulgor d’um sonho de magia
*
Sonho onde se revelam poemas de doçura
Nessa viagem pelos campos, e já cansada
Desce do cavalo, afagando-o com ternura
No campo verde, está feliz, acompanhada
*

O blogue Brincando com as Palavras, através da minha pessoa, Gil António - autor do poema - mais uma vez se associa ao desafio poético lançado pela ilustre poetiza, Profª Lourdes Duarte, administradora do blogue, Poetizando e Encantando, que pode (e deve) visitar: ... AQUI:
 *
Autor: gil antónio
*

39 comentários:

  1. E mais uma vez a sua poesia nos encanta.
    Abraço e bom domingo

    ResponderEliminar
  2. Bom dia meu querido. Mas um poetizando de luxo. Parabéns. Lindo demais. :))

    Bjos
    Bom Domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia minha querida Larissa! Tens razão é um luxo o poema do seu amado. Vocês nasceram com a alma poeta e o amor os juntou, que seja uma poesia de amor para todo sempre. Feliz Domingo

      Eliminar
  3. Uma aventura... um sonho... uma viagem...um encontro com a natureza, consigo mesmo...
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  4. Linda poesia! Beleza de participação! abraços, chica

    ResponderEliminar
  5. Bela participação, uma "verdade sem tempo", o encontro do sentimento, galope do versar.

    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  6. Bom dia amigo Gil!
    Mais um lindo poema cheio de encantamentos, ternura e romantismo.
    Os campos verdes lhe inspiraram lindamente.
    "Campos verdes que perfumam seu destino"

    Destaco esse verso do seu maravilhoso poema como forma de expressar o meus elogios, os meus agradecimentos por mais uma vez participar lindamente!

    Sonho onde se revelam poemas de doçura
    Nessa viagem pelos campos, e já cansada
    Desce do cavalo, afagando-o com ternura
    No campo verde, está feliz, acompanhada

    Parabéns! Muito obrigada! Seja sempre bem vindo.
    feliz e abençoado Domingo.

    ResponderEliminar
  7. Beleza de poema! Parabéns pelo seu empenho, inspiração em mais essa participação no site da profª Lourdes!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  8. Amigo Gil! Obrigada por nos oferecer uma riqueza de versos que culminou nesse magnífico poema. Vale a pena vir aqui apreciar. Verdes campos, sonhos, doçura, poema em forma de vida... Lindo demais! Abraços, tenha um domingo abençoado e feliz.

    ResponderEliminar
  9. Excelente poema tao lindo. So um coracao apaixonado escreve assim. Bjokas Gil

    ResponderEliminar
  10. Amigo, bom dia!
    E enquanto galopavas nesse lindo cavalo alado, sua inspiração veio lindamente e seu poema está um encantamento! Parabéns! Abraços, seja sempre muito feliz. Xero para Larissa, sua amada.

    ResponderEliminar
  11. Parabéns por este lindo poema, Gil!
    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  12. Um poema doce e iluminado por lindas palavras inspiradas.
    Amei amigo Gil.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  13. Um belo poema e uma excelente participação. Aqui tudo é belo, até a música de fundo .
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  14. Olá, Gil!
    O que mais me encantou foi a suavuidade e ternura que você traduziu na companhia da dama com seu cavalo manso. Que beleza!
    Antes de chegar ao fim do poema lindo, pensei ser Larissa a escritora. Pareceu-me uma alma feminina escrevendo de tão delicado poetar...
    Aliás, os poetas têm esse encantamento: de sentir ternura no coração... não têm grossuras na sua essência... elegante e terno poema saboreio nesta tardezinha que começa linda por aqui onde estou.
    Seja muito feliz e abençoado junto aos amados!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
  15. Mai uma linda participação, o cavalo fantasia , a busca constante através do tempo, pelo sonho ânsia de ser feliz!

    ResponderEliminar
  16. Doçura de poema. Inspiração louvável.
    Abraço

    ResponderEliminar
  17. Tenha um bom domingo, obrigada pela visita em meu blog.
    A natureza nos mantém em contato com o criador e nos inspira.

    ResponderEliminar
  18. Num sublime versejar, uma alusão precisa sobre a aguerrida amazona e seu cavalo, parceiro tão amigo. Com meus cumprimentos e aplausos desejo-lhe um ótimo domingo, caro Gi Antonio.

    ResponderEliminar
  19. Gil o olhar é sedutor e da sua mente o poema transborda beleza!!!
    bj

    ResponderEliminar
  20. Boa tarde, Gil!

    O meu aplauso para a tua soberba inspiração interacção. AMEI

    Beijo

    ResponderEliminar
  21. Olá caro Gil, transbordou lirismo e talento nas entrelinhas.Poema o bem costurado.
    Feliz semana!
    Abraço !

    ResponderEliminar
  22. Uma bela amizade. Gostei imenso do poema :)

    r: Concordo totalmente!

    ResponderEliminar
  23. Simplesmente uma poesia linda, magnífica, uma inspiração maravilhosa, gostei muito do blog já fazendo parte daqui, bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  24. Uma bela poética um envolver, uma delícia de ler o seu texto!
    Um abraço poeta.

    ResponderEliminar
  25. Estou a finalizar um poema sobre a rapariga e o cavalo,
    mas não a imaginei feliz :)
    estou a ver o que consigo fazer

    entretanto admirei o passeio poético que encadeia com os seus versos ,

    abraço
    Angela

    ResponderEliminar
  26. Uma linda historia de cumplicidade de uma bela moça e seu cavalo, fiel companheiro pelas andanças em campos e rios. Uma inspiração poética com encantamento aos amantes da poesia.Meus aplausos amigo.
    E uma semana leve e alegre com paz e poesia.
    Meu terno abraço amigo.

    ResponderEliminar
  27. Salvo o paradoxo, como extraordinária norma por aqui, mais um inspirado e inspirador belíssimo poema!

    Muitos parabéns e obrigado por toda a beleza aqui partilhada

    Excelente semana

    Abraço

    ResponderEliminar
  28. Já tinha lido um poema acerca de uma cavalo alado, agora este.
    Ambos muito belos.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  29. A passar por cá para desejar uma ótima semana!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  30. Gosto da imagem e do que ela pode simbolizar.

    ResponderEliminar
  31. https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
    Olá Gil, mais um belíssimo poema recheado de amor e fantasia. Excelente participação no poetizando da amiga Lourdes.
    Tenha uma boa noite.
    Luisa Fernandes

    ResponderEliminar
  32. Gil!
    Que belíssimo poema que transcende os sentimentos e mostra a história dessa menina e seu alazão.
    Parabéns!
    “Os piores estranhos são aqueles que vivem na mesma casa e fingem que se conhecem. Conversam banalidades, mas nunca o essencial.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/2018/04/divulgacao-cultural-54-32-poetizando-e.html

    ResponderEliminar
  33. Obrigado de coração a todos os amigos e amigas, visitantes em geral, comentadores/as em particular. Sem vós a poesia não fazia sentido existir.

    Beijinho
    Abraço

    ResponderEliminar