quarta-feira, 30 de maio de 2018

Amor, num beijo ... esquecido


É um sentimento que arde no peito
É uma voz sem som, sem aroma
Um calor sem odor, sem chama
Uma temperatura que me queima
As entranhas despidas de ventura
*
É um amor, uma dor, que amando
Um grito sufocado, uma lágrima
Uma emoção que esfria na mágoa
Uma vereda sem margem, secura
De um sonho que se vai fechando
*
Nasce o dia na encosta da textura
De um amor desfeito, tão dorido
No sentir de um coração vencido
Multicores nos efeitos da doçura
De um tentador beijo, esquecido

***
Autor: gil antónio
*

35 comentários:

  1. Bem profundo e cheio de sentimentos reais. Gostei muito!

    Beijos e um bom dia

    ResponderEliminar
  2. I see your blog daily, it is crispy to study.
    Your blog is very useful for me & i like so much...
    Thanks for sharing the good information!
    winwin casino

    ResponderEliminar
  3. Um belo poema amigo Gil de que gostei bastante.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  4. Amor lindo como a poesia! abraços, chica

    ResponderEliminar
  5. Enviando um beijinho com votos de dia feliz.

    ResponderEliminar
  6. O Amor é a chamas que nos faz vibrantes ! Que nos acorda para reviver os sonhos! Caro Gil, bom dia. Teus versos são embalados na mais pura essência da textura dorida; de um coração vencido. Brilhante poema, meus aplausos! Abraço da Luiza

    ResponderEliminar
  7. Como se esquecer um beijo que alimenta um lindo amor?
    Abraço.

    ResponderEliminar
  8. É um sentimento que arde no peito ... o AMOR e o POETA deram um contributo bem interessante de se ler!!!bj

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde! Mais uma vez parabéns pelo poema Divino!! Amei!
    Beijo e um excelente dia!

    ResponderEliminar
  10. Lindo romântico! Mais uma vez amigo, o amor lhe inspirou. braços

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde, Gil! excelente partilha de mais uma poema repleto de romantismo, seu dom poético é grande.
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
  12. Mais um magnífico poema Gil, parabéns sempre com sentimentos verdadeiros e intensos.

    Votos de muita paz,luz,amor e harmonia.

    Wellington Maia

    ResponderEliminar
  13. Lindo poema, a imagem bem inspirou e saiu essa maravilha, amor, ah, tudo tem de ser assim, com amor e romantismo!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  14. Gosto da música e dos poemas, dá gosto passar por aqui faça chuva ou faça sol.

    O meu abraço

    ResponderEliminar
  15. Muito bonito. É preciso beijar enquanto se pode para que não haja esquecimentos ehehe

    ResponderEliminar
  16. Que beleza de versos.
    Destaco;

    "É um amor, uma dor, que amando
    Um grito sufocado, uma lágrima
    Uma emoção que esfria na mágoa
    Uma vereda sem margem, secura
    De um sonho que se vai fechando"

    Feliz e abençaoda noite!
    Abraço!

    ResponderEliminar
  17. Oi Gil, belo poema! Sempre restam as lembranças dos bons amores, dos bons beijos, quando não são, os esquecemos.
    Abraço!

    ResponderEliminar
  18. Que ótimo tema!
    Beijos.
    https://vinteedoisdemaio.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  19. Este poema é que é um beijo a quem o lê.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  20. O autor na tessitura de palavras em verso postas parece anunciar a ilusão de um amor ou desamor.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  21. como sempre lindo e adorável de se ler, apesar da tristeza expressa nas frases. Grande abraço Gil.

    ResponderEliminar
  22. Há coisas que não se deviam esquecer...
    Excelente poema, gostei imenso.
    Bom fim de semana, caro Gil.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  23. Uma beleza de sentir em forma de poesia e encantamento, amei!
    Feliz feriado, beijos!

    ResponderEliminar
  24. Ah que coisa mais linda de se ler, um bom final de semana para ti.

    ResponderEliminar
  25. Uma profusão de sentires, nesta magnífica inspiração!
    Gostei imenso! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar