sexta-feira, 15 de junho de 2018

Ambos sabemos meu Amor que ...



Ambos sabemos meu amor que caminhando
Pelos recantos onde nada de verdade, existe
Num mundo em que a distância vai levando
Esse seu amor que tão longe me deixa triste
*
Ambos sabemos que as saudades são desejo
De um amor tão lindo como é a luz do luar
Assim como um poema versejado num beijo
Fazem sofrer o meu peito por tanto te amar
*
Ambos sabemos que o amor é o único sentido
Que magoado por um amor feliz e destemido
Que um dia combinámos, sozinhos enfrentar
*
Ambos sabemos que as lágrimas de agitação
Ferem como chagas nuas em nosso coração
Um amor que por si já não consegue respirar
 ***
Autor: gil antónio
*

31 comentários:

  1. Bom dia meu querido. Parabéns pela linda pérola poética. Adorei. :

    Bjos
    Um dia feliz para ti. :)

    ResponderEliminar
  2. Um dos mais lindos, parabéns! Bom dia

    Beijos. Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Inspiração muito linda! Ótimo fds! abraços, chica

    ResponderEliminar
  4. Amor e mais amor,
    quando ao passar
    o vento faz abanar
    as pétalas da flor!

    Tenha um bom dia caro amigo poeta Gil António.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. AMAR pode ser sinónimo de SOFRIMENTO Gil e o poeta sabe bem como isso transmitir!
    Gostei de ler ... bj

    ResponderEliminar
  6. Lindo poema de amor amigo Gil!
    Gostei muito... fez-me esquecer por momentos,
    que o amor é lindo, mas também pode ser traiçoeiro e nos trazer algum sofrimento!
    Mas é lindo o amor, não haja dúvida!

    Bjs Fraternos.

    ResponderEliminar
  7. O fim de um amor é sempre sofredor.
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  8. Lindo poema amigo! mais uma pérola de inspiração. Parabéns! Abraços

    ResponderEliminar
  9. Um poema lindo e cheio de sentimento! :) Bom fim de semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  10. Que poema mais lindo Gil!
    Palavras simples, mas que nos tocam de certa forma enquanto lemos. Sou libriana apaixonada sabe? Ai você pode deduzir como me sinto quando leio coisas bonitas assim. *--*
    Beijos. ♥
    Diário da Lady

    ResponderEliminar
  11. Os amores exaltados são assim, como o Gil descreve esse se amor:
    Sufocam a respiração, desassossegam a alma e fazem acelerar o coração...Afinal, são coisas do amor...

    Lindo Soneto.

    Bom fds.

    ResponderEliminar
  12. Boa noite Gil! Lindo poema. faz nos pensar como o amor pode nos trazer felicidade, como também tristeza.Mas sem o amor nada na vida faz sentido.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  13. Simplesmente maravilhoso! Adorei.
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  14. Meu caro Gilamigo

    INFORMAÇÃO

    Como deixei escrito no final do quarto texto da saga É DIFÍCIL VIVER COM UM IRMÃO MONGÓLICO fiquei seriamente a pensar em terminar a sua publicação. Isto porque o primeiro episódio teve uma boa aceitação (52 comentários e correspondentes respostas), o segundo ficou-se pelos 20 e o terceiro ainda menos, 18…
    O apelo para uma boa polémica só teve uma resposta. A da Nonamamiga.
    Escuso de matutar mais no problema: fico-me por este último texto. Continuarei a escrever a saga mas para outra finalidade. Obrigado a todos os que me acompanharam e também a quem o não fez


    ResponderEliminar
  15. Oi Gil,
    A vida é um comprometimento mútuo, depois o amor se consolida e fica uma maravilha.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  16. Boa noite, Gil, 'Ambos sabemos', belo poema, amar é o sentimento mais verdadeiro, mais inteiro, mas mais complexo. Precisa, para manter-se vivo, ser desprovido de qualquer egoismo. Doar-se por inteiro, querer o bem do outro.
    Um bom fim de semana.

    Ambos sabemos que as lágrimas de agitação
    Ferem como chagas nuas em nosso coração
    Um amor que por si já não consegue respirar

    ResponderEliminar
  17. Se o amor é reciproco ambos sabem as mesmas coisas porque ambos as sentem. Gostei de ler.
    Abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  18. A passar por ca para desejar bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  19. Dado que a periodicidade das partilhas aqui é mais frequente que a minha capacidade de as acompanhar a seu devido tempo, faço este meu comentário extensível às restantes partilhas que entretanto perdi e agora tive oportunidade de ler, para com base na presente
    bela partilha "Ambos sabemos meu amor que...", digo eu, ser sempre um enriquecido prazer passar por este "Brincando com as palavras"

    Parabéns a ambos os autores, no caso com destaque para Gil António

    Abraço e bom resto de final de semana

    VB

    ResponderEliminar
  20. Amor parceiro, onde os versos embalam as canções de ninar... Um dos mais lindos que já li hoje Gil ! Meus efusivos parabéns, por tão premente escrita, a qual te deixo aplausos. Feliz Domingo amigo! Abraço da Luiza De Marillac Michel

    ResponderEliminar
  21. um soneto de amor mas com alguma melancolia.
    no entanto muito bem construído.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  22. No amor a sintonia a dois tem de ser perfeita.
    Belíssimo soneto.
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  23. Oi Gil,
    Apesar da melancolia,
    seu poema é muito belo...
    O caminho do amor sempre
    reserva surpresas!
    Beijos ;)

    ResponderEliminar
  24. Gracias por pasar por el blog y compatartir el tuyo conmigo

    Besos

    ResponderEliminar
  25. De facto, por vezes, há amores que não resistem à distância...
    Inspiração sempre, no seu melhor, Gil!
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar