quinta-feira, 7 de junho de 2018

Voam borboletas em desejos fugazes.


Voam borboletas em desejos fugazes
Sonhos proibidos, marés, desventura
Nuvens cinzentas em olhares audazes
Que engrandecem na minha aventura
,
Uso as minhas forças para te proteger
Dos ventos e todas as forças estranhas
Das nuvens apressadas tento abranger
Pensamentos, que movem montanhas
,
Sinto ao longe o barulho da tempestade
Será vento, ou a chuva em proximidade
Ou apenas, fantasias da minha angustia
,
Mas as borboletas voam desorientadas
Seguindo todas as minhas coordenadas
Desejos e sonhos, geridos com valentia


 🌻

🍀Autora: Larissa Santos

36 comentários:

  1. Eu ADORO borboletas e gosto do seu esvoaçar poético:
    "Voam borboletas em desejos fugazes
    Sonhos proibidos, marés, desventura
    ...
    Que engrandecem na minha aventura!!!"
    bj

    ResponderEliminar
  2. Borboletas inspiraram essa linda poesia...Adorei! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Bom dia. Mais um poema cheio de doçura

    Bjo

    ResponderEliminar
  4. Estou em crer que as borboletas e não só, devem andar meio desorientadas com o tempo que vamos tendo e mais parece de novembro. Será que vão invernar de novo??? Coitadas!
    Bom, o poema inspirou-me para fazer este desabafo.
    Excelente! Parabéns.
    Beijinho Larissa.

    Olhar d'Ouro - bLoG
    Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

    ResponderEliminar
  5. Gil António
    Gostei muito do soneto de Larissa. O tema borboletas coaduna-se bem com a beleza deste poesia.
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Tudo nesta vida é fugaz e por isso, cada instante deve ser vivido e apreciado como se fosse o último? Para quê tanta pressa? Por que não paramos um pouco e observamos as belas borboletas que de vez em quando pousam nas flores do nosso jardim? Beijihos, amiga.
    Emilia

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde!
    Mais um brilhante poema, cheio de leveza e beleza!;)

    Beijos e um excelente dia.

    ResponderEliminar
  8. Quase tudo no mundo, Larissa, é fugaz, só não o amor verdadeiro que alguns têm a sorte de viver, esse não acaba nunca, quando se pensa que ele se foi, apenas se transforma em saudade, essa que faz a gente sorrir, chorar, sonhar e ter-se a certeza de que se viveu...e as borboletas...nos arrastam os pensamentos com a beleza frágil e fugaz de seu voar ou...bailar?

    ResponderEliminar
  9. Mais um belíssimo poema,
    poetisa Larissa escreveu
    borboletas voando o tema
    de o ter lido gostei eu!

    Tenha uma boa tarde cara amiga Larissa.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  10. Nenhum sonho é proibido.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Borboletas são sempre as ilustres visitantes dos meus poemas,são incríveis,fugazes e sobrevoam lindamente em cada palavra do seu poetar.
    Gostei muito Larissa.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  12. A vida é feita de momentos que passam a voar...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  13. Oh Larissa, como sempre as tuas palavras são encantadoras!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  14. Todo o poema está fantástico, mas gostei, particularmente, dos 3 últimos versos *-*

    r: Sim, claro, muitas das pessoas não conseguem fazer visitas regulares, porque as suas ocupações não lhes permite. Faz parte.
    Deixar o link é útil. Só não gosto é quando se nota que as pessoas só nos foram visitar para receber algo em troca

    ResponderEliminar
  15. Belíssima a tua poesia
    Com borboletas voando
    Supostamente num bando
    De ternura e de alegria.

    Borboletas, eu diria
    Que são sinal de que quando
    Esvoaçam, vão deixando
    Mais luz e mais fantasia

    Para nossa alma carente
    De beleza e esse ente
    Dá luz para a natureza

    Embelezando o jarndim
    De nossa alma e assim
    Nos alegram, com certeza!

    Belíssimo o teu poema, Larissa! Poesia é alimento da alma. Parabéns! Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
  16. Borboletas encantam sempre!!

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  17. Gostei de ler. Adoro borboletas.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  18. São tão lindas, as borboletas, assim como o teu poema :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  19. Um soneto bem alinhavado, mas não entendo a tristeza dos teus versos.
    Beijo

    ResponderEliminar
  20. https://poemasdaminhalma.blogspot.com/
    Oi Larissa!
    Voam Borboletas em Desejos Fugazes. Belíssimo tema e excelente poema. Gostei imenso.
    Beijinho amigo.
    Luisa

    ResponderEliminar
  21. Tanto o poema quanto a obra estão lindos, Larissa!
    Beijo, uma ótima semana!

    ResponderEliminar
  22. Oi Larissa,
    Adorei su a bela poesia
    Fantástica
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  23. Que poema maravilhoso. Parabéns pelo dom!
    Beijos.
    http://vinteedoisdemaio.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  24. O que voa mais é a sua imaginação.
    Maravilha!
    Bjs

    ResponderEliminar
  25. Bom dia, lindo poema, sua veia poética e criativa voa.
    Continuação de feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
  26. Bom dia, Um poema tão belo quando a leveza das borboletas, adorei!

    =)

    Encontrar respostas que o coração precisa.

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  27. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  28. Mais um belíssimo poema,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  29. Engraçado! Hoje a apanhar framboesas voou uma em direcção à minha cara, será que me queria beijar?

    Bom dia com o meu abraço.

    ResponderEliminar
  30. Parabéns!...
    Adoro ler neste cantinho,
    que encanta com tão lindas poesias!
    Beijo no coração!!!

    ResponderEliminar
  31. Poema lindo cheio de cor e borboletas. Adorei. Bjs Larissa

    ResponderEliminar
  32. Um soneto tão belo e suave como o voo das borboletas.
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  33. Maravilhosas essas borboletas... que nos conduzem a um delicado mundo de sonhos e desejos... que possam ser sempre geridos, com perseverança, e valentia...
    Lindíssima inspiração, com uma bela mensagem...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar