sábado, 12 de janeiro de 2019

Ritual, entre a natureza e o amor

 
🍀
Numa viagem ao passado do meu interior
Por onde deambulei, longos dias
Talvez num misto de estados, e estações
Deixei que a minha alma se libertasse em paz
Num ritual entre a natureza e o amor
Aquele amor, que me permite sonhar acordada
🔼
Mesmo que o momento seja de solidão
Existe a brisa solarenga e as folhas do chão
Que nem o vento as leva nas manhãs mais frias
Mesmo assim, sozinha, e apaixonada
Pela natureza, onde a beleza me satisfaz
Por onde a minha alma se liberta
🔼
De mala feita, levo comigo para sempre
Os segredos que nela guardei
E todas as emoções que desejei viver
Os sonhos que idealizava e não realizei
Mas nada se torna mais profundo
Que o sentimento que comigo carrego
🔼
Assim, deambulava até ao fim do mundo
Numa viagem mesmo imperfeita, não nego
Se na minha bagagem eu pudesse ter
Afagos, e o meu coração conseguisse recitar
As mensagens mais lindas, mas acreditar
Que existe alma, dentro da minha alma desperta.

🔼 🍀🔼

💖Autora: Larissa Santos

45 comentários:

  1. Não gosto muito de deambular pelo passado. Prefiro aproveitar o pouco presente que ainda me resta. Ainda assim gostei de ler o poema.
    Abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  2. Que lindo poema/ poesia. Muito bonito, gostei.

    ResponderEliminar
  3. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  4. Um belo ritual poético, natural inspiração.

    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  5. Poema de libertação muito sedutor de ler. Que essa viagem ao passado resulte num amor forte e duradouro

    Bjo

    ResponderEliminar
  6. Tão bonito. Deixou-me emocionada.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Que poema lindo!
    Feliz 2019,
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  8. Lindo deambular. Adorei ler .
    Bom fim de semana .

    ResponderEliminar
  9. A viagem dentro de nós não é imperfeita...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Mara

    ResponderEliminar
  10. Larissa, lindo poema
    com essa ligação com a natureza, mãe de todas as existências,
    abraços
    Angela

    ResponderEliminar
  11. O amor realmente ultrapassa toas as barreiras.
    Bjo

    ResponderEliminar
  12. Boa tarde!
    Excelente poema!! Amei ... Parabéns Poetisa!:)

    Obrigada, palavra tão simples
    Beijo, e um excelente fim de semana!

    ResponderEliminar
  13. Deambulando por aqui para desejar um feliz fim-de-semana.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Aquela moça está pensativa,
    no que estará ela pensando
    por se sentir feliz na vida
    não sei estou aqui imaginando?

    Bom fim de semana amiga Larrissa.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  15. Deambular pelo passado é bom mas, viver o presente é muitíssimo melhor 💓 💓

    Deambula por onde te der prazer, Larissa, mas continua a escrever POESIA suave, leve, e amorosa como este poema.

    Mesmo, sendos obrigada a aguentar o inverno alemão, a minha vida é bela 🌷

    ResponderEliminar
  16. Deambular pela poesia e proporcionar uma bela leitura!!! Bj

    ResponderEliminar
  17. Bonito e suave poema.💜

    Bjus querida!

    ResponderEliminar
  18. Bom vim no seu cantinho. Belo poema aqui. Parabéns. Bjs

    ResponderEliminar
  19. Poema maravilhoso Larissa!
    Beijinho com carinho, amiga!

    ResponderEliminar
  20. Haja sempre uma brisa soalheira a afagar os corações.

    Bom fim-de-semana!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  21. Mais um bonito poema.
    Bom fim de semana!
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  22. Bom sábado, Larissa!
    Poemou com a alma avivada... Recordar e organizar o interior faz um bem enorme...
    Abç

    ResponderEliminar
  23. Sempre vale a pena esta viagem
    interior para se aprofundar e
    na volta algum poema pode
    surgir!
    Bonito o seu sentir
    poético, Larissa.

    Um feliz final de semana!
    Bjos.

    ResponderEliminar
  24. Nada, mas nada substitui esse peregrinar que nos leva também à viagem do mundo interior. Tudo se espelha na imagem que vemos e a leitura que apazigua a alma. Muito belo
    bji Larissa

    ResponderEliminar
  25. Que a bagagem que carrega leve só o essencial e o mais belo para que não se torne demasiado pesada.
    Bjs

    ResponderEliminar
  26. "Entre a natureza e o amor" o seu estro poético se avulta e você nos encanta sempre mais, caríssima Larissa. Efusivos aplausos, carinhoso abraço e tenha um excelente fim de semana.

    ResponderEliminar
  27. E que seria de nós sem a música? Sem estes abalos de alma?
    Lindo, Larissa!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  28. Bia noite Larissa,
    Um poema magnífico, muito inspirado.
    Gostei imenso.
    Um beijinho e bom domingo.
    Ailime

    ResponderEliminar
  29. Estão todos em minhas bagagens...
    Lindo! Parabéns!

    ResponderEliminar
  30. Não tenho sonhos. Nem dormindo nem acordada.

    ResponderEliminar
  31. Natureza e amor se misturam sempre querida amiga.
    Sua poesia é uma beleza deste encontro.
    Que possamos sempre estar nesta sensibilidade do encontro com a natureza e dela extrair ensinamentos e versos bonitos para nossa poesia.
    Muito bem Larissa.
    Beijo amiga.

    ResponderEliminar

  32. Gracias guapa por tu visita y confianza.
    Besos

    ResponderEliminar