quarta-feira, 5 de junho de 2019

Por vezes existem dias sem cor.

~~~~
Sinto a minha alma presa e dorida
Como a árvore nas várias estações
Um dia verdes ramos em emoções
Outro, folhas caindo, abrem ferida
~~
Sinto, como nas cores do arco íris
Que algumas vezes  tanto se sofre
Onde a alma por vezes é um cofre
Não deixa transparecer o ex-libris
~~
E, por vezes, existem dias sem cor
Existem sorrisos e lágrimas de dor
Das intempéries que vão surgindo
~~
Mesmo que leve com a tempestade
Jamais desisto, de impor a verdade
Mesmo, que alma se vá ressentido.

~~💧💧~~ 

Autora : Larissa Santos.

46 comentários:

  1. "Mesmo que leve com a tempestade
    Jamais desisto, de impor a verdade
    Mesmo, que alma se vá ressentindo"

    E de si se dirá, que como as árvores, morre de pé.
    Gostei de ler.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Reflexos de amor em alma dorida. Gostei demais do poema

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Os seus poemas dão cor aos dias.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Existem sim, faz parte da vida de todos, mas há que os colorir :)

    Um graande beijinho
    ww.danielasilva.pt

    ResponderEliminar
  5. Tu sopras o grito da alma nos teus poemas, contudo, há sempre o momento certo para amar, acreditar, viver colorindo os dias.

    Pelo menos, a imagem é bem colorida:-*

    ResponderEliminar
  6. Minha linda amiga... Magnífica poesia... Sempre existe um momento especial para recomeçar , para amar...
    Você é especial... Um grande abraço...

    ResponderEliminar
  7. Que lindo... Me identifiquei com essa poesia hoje.
    Meu último post- https://garotastarfashion.blogspot.com/2019/05/como-montar-looks-estilosos-gastando.html

    ResponderEliminar
  8. Há dias mais nostálgicos e com menos energia, mas tudo melhora!
    Gostei muito do poema

    ResponderEliminar
  9. Lindos versos e poesia! beijos,chica

    ResponderEliminar
  10. Há dias assim, mas transformados em poema até parecem dias alegres :)
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. São dias cinzentos
    Lindo poema
    Bjs

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Maria queres dar uma....??

    ResponderEliminar
  12. Oi querida,
    Os dias cinzentos passam como uma nuvem, temos é correr atrás da felicidade, ou seja, agregá-la em nossa vida.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  13. Ha dias e dias!
    E, assim vamos poemando lindamente, Larissa.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Há dias sem cor mas em compensação há aqueles que fulguram com tanta intensidade que nos faz levitar de emoção
    Beijokinhas amiga Larissa

    ResponderEliminar
  15. OI LARISSA!
    TÃO BONITO, ADOREI!
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.bcr/

    ResponderEliminar
  16. Lindo e meio melancólico. Existem dias cinzas mas os coloridos são em maior número! Amei ler, querida amiga. Imagem magnífica! Beijos sabor carinho e feliz quarta-feira!
    Donetzka

    ResponderEliminar
  17. Dias sem cor tem sido a norma em Macau.
    Que neura!!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Essa poema é maravilhoso.
    Ótimo poste.
    Beijos.
    http://vinteedoisdemaio.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  19. Bom dia Larissa,
    Um poema nsgnifico.
    Beijinhos
    Ailime

    ResponderEliminar
  20. Larissa, uma email para poder enviar mensagem em privado!
    Adorei blog andei aqui a navegar...
    Lindo lindo!
    Beijo Elsa

    ResponderEliminar
  21. As vezes em cores e sem folhas ou flores.

    ResponderEliminar
  22. Aqueles dias que todos temos e não queremos... Bj e gosto do poema!

    ResponderEliminar
  23. Uma pena que existam dias assim!
    Belo poema Larissa.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  24. Que poema lindo ,palavras sabias adorei

    ResponderEliminar
  25. Surgem na sua imaginação,
    das quais, eu, não duvido
    palavras que verdades são
    expulsas dum coração dorido?

    Belo poema, gostei. Tenha uma boa tarde também cara amiga poetisa Larissa Santos. Bjs.

    ResponderEliminar
  26. Há realmente dias sem cor mas para comprnsar também há dias arco-iris!!!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  27. Há dias sem cor, dias fúnebres e dias em dias!

    Precisamos passar por todos eles adquirindo resistência e experiência.

    Beijos, querida!

    Deliciosa Ilusão

    ResponderEliminar
  28. Sentir a alma presa, sinônimo de um amor não correspondido ou um amor tão forte, daquele imortais. Linda poesia! parabéns! amei querida poetisa! Bjuss

    ResponderEliminar
  29. Que poema lindo!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  30. Dias sem cor, quem os não tem? Algumas pessoas nascem, vivem e morrem sem ver a luz do sol, ou as cores do arco-íris, nem quero imaginar.

    O meu abraço.

    ResponderEliminar
  31. Sim, há dias sem cor... Somos responsáveis em colori-los com amor e coragem...
    Bonito poema!
    ABÇ

    ResponderEliminar
  32. Há dias assim, mas sempre as cores voltarão.
    Poema muito equilibrado, quanto à estrutura.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  33. A verdade acima de tudo...
    Magnífico soneto, gostei imenso.
    Larissa, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  34. As cores existem... às vezes são é a preto e branco.

    Bom fim-de-semana!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  35. Que soneto fantástico, Larissa.
    Cheio de força!
    Muitos parabéns!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  36. Até os dias cinzentos têm sua beleza...

    ResponderEliminar
  37. A vida é mesmo assim, feita de dias coloridos e dias cinzentos.
    Encantador poema
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  38. Um poema deveras inspirador... apelando a coragem, à resiliência, e à permanente esperança em dias melhores!
    Gostei imenso, Larissa, de tão motivante poema!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar