domingo, 17 de dezembro de 2017

Viajando através da janela...

Resultado de imagem para imagens mulher à  janela
O meu olhar prende-se, à janela.
 Através da vidraça
Meu pensamento esvoaça
O coração amolecido, apaixonado
Reparando que existe
Um mundo esquecido, lá fora
Na inópia que se passa
No frio que faz, àqueles,
Que vivem debaixo dum cartão
E em olhar soslaio
Sentem-se ficar no esquecido,
Abandonados...
.
Meu pensamento entristece
O movimento nas ruas enlouquece
Tristes momentos de indiferença,
Onde muito se ralha sem razão
Quando na verdade
Não sabem o que é
Ter uma simples falta de pão,
Olho a janela, o pensamento viaja
Vêem-se as luzes, mera alegria
Mas ninguém se lembra na verdade
Que vivemos num mundo de hipocrisia
--
Autora: Larissa Santos



35 comentários:

  1. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema.
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Gostei de saber que o seu pensamento também viaja - nada melhor.
    Bom domingo
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Acontecem lindos acontecimentos quando se deixa viajar o pensamento. Gostei demais do poema.

    Bom dia, Beijo

    ResponderEliminar
  4. Great post! i followed you and i hope that you'll follow me too. http://casaninnamamma.blogspot.it

    ResponderEliminar
  5. De facto, Larissa, vivemos numa sociedade hipócrita e falsa moralista

    Um beijo

    ResponderEliminar
  6. Bom dia:) sem querer magoar ou imiscuir-me,
    eu corrigia este tempo verbal
    "Mas ninguém se lembra(m) na verdade"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Bea. Já está corrigido. Muito obrigada. Agradeço a atenção que teve. Volte sempre.

      Bjos
      Domingo de amor e paz

      Eliminar
  7. É verídico, lindo e poético! Quantas pessoas viajam sem olhar nem dar os bons dias ao vizinho do lado, ou a alguém que varre os passeios que nós pisamos, encontramos mentes de baixo teor humano!
    BOM DOMINGO com o meu abraço.

    ResponderEliminar
  8. Tao triste e tao real, a verdade é que o mundo é cruel...

    Beijos...

    ResponderEliminar
  9. Belo texto em poema Larissa!
    Uma hipocrisia que há nesse Mundo tão conturbador a onde vemos àqueles que mendigam nas ruas,não só aí em Portugal,mas aqui no Brasil também.
    Muito triste.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  10. O Larissa,
    Uma bela poesia
    Triste também, pois há muitos que a fome dói e as ruas são suas camas e cobertores, pudera, o Brasil vergonhoso é um país corrupto do 3º mundo.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  11. O pão do Amor faz falta nos espaços físico e sentimental. Nesta época, parece tomar o coração de muitos que, apressados, ainda lembram a verdade da vida.
    Um belo Poema, Larissa.


    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  12. Olá Larissa, Poema maravilhoso e cheio de verdade.-
    Beijinhos
    http://amigos-da-cozinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Se da minha janela à tua,
    fosse o solta duma cobra
    de noite iluminada pela lua
    como era na aldeia outrora.

    Os teus olhos castanhos via,
    quando passa-se na tua rua
    brilhantes como a luz do dia
    luzentes de amor e ternura!

    Tenha uma boa tarde de domingo amiga Larissa, beijinhos.

    ResponderEliminar
  14. Muito verdadeira esta viagem através da vidraça.
    Para não ter dessas desilusões, não espreito da minha janela
    nem saio à rua.
    Bonita reflexão. Gostei muito.

    Boa segunda-feira.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  15. Tal como aconteceu na postagem anterior, este comentário voltou a levar sumiço. :(
    Vou republicar, espero que com mais sorte.
    --------------------------------------
    Muito verdadeira esta viagem através da vidraça.
    Para não ter dessas desilusões, não espreito da minha janela
    nem saio à rua.
    Bonita reflexão. Gostei muito.
    Parabéns.

    Boa segunda-feira.
    Um abraço


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite querida amiga. Pois, o sistema deve andar com falta de férias e, então reencaminha para spam... Já está em ordem.

      Pedimos desculpa, mas são coisas alheias à nossa vontade. :)

      Bjos e noite Feliz

      Eliminar
  16. Oi Larissa,
    Poema bem escrito, carregado de sensibilidade
    e que só disse a verdade.
    Existe muita hipocrisia nesse mundo mesmo. Infelizmente.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  17. Excelente poema!

    r: Que bom, fico contente :)

    ResponderEliminar
  18. Querida Larissa, mais um belo poema, parabéns! esse olhar solitáiro em uma noite de tempestade cheio de saudade... Lindo! Grata pela visita, abraços

    ResponderEliminar
  19. Esta altura do ano pode ser muito difícil para quem nada tem. Infelizmente uns têm em demasia e outros têm uma mão cheia de nada.
    Maravilhoso poema!!!
    Larissa, muito obrigado por ter comemorado comigo o aniversário da minha netinha.
    Como a minha próxima semana vai ser muito preenchida por motivos pessoais e profissionais, deixei posts agendados e aproveito para desejar já um Natal muito Feliz pleno de alegria, saúde, paz e amor.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  20. Verdade incotronavel triste realidade. Bjokas Larissa

    ResponderEliminar
  21. Amiga, linda e profunda poesia! parabéns pelo lindo poetizar! Abraços natalino!

    ResponderEliminar
  22. Bjs Larissa, poema maravilhoso
    Kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  23. Que poema tão belo, tão sentido.Que prazer tão grande é ler palavras destas. Um beijinho enorme e uma boa noite. Visite também o meu blogue https://emiliasilva16.blogspot.pt/ adoraria que me desse a sua opinião. Bom Natal.

    ResponderEliminar
  24. Sensivelmente lindo este olhar sobre o cotidiano, sobre o ser e suas carências diante dos que insensíveis os tornam invisíveis.O mundo carece de olhar para o lado, abaixar o nariz, deixar-se levar pelo sentimento de fraternidade.
    Muito linda e boa construção amiga.
    Uma semana de paz e luz e que Natal seja nossa festa de expressão do espírito que Jesus trouxe e não foi entendido.
    Feliz Natal de paz para vocês.
    Bjs de paz amiga.

    ResponderEliminar
  25. E a hipocrisia desta nossa sociedade nota-se ainda mais, quando vemos tantas ruas iluminadas e sabemos que em muitas dessas ruas há crianças com frio, idosos sozinhos e muitos homens e mulheres dormindo nas ruas. Se o homem quisesse, pelo menos nesta época, todos teriam uma mesa farta e para isso bastaria apagarem as luzes que iludem e nos fazem crer que tudo é alegria. Sei que o video que coloquei no Começar de novo choca, mas...é para chocar sim! Um beijinho e obrigada por tão bela poesia que nos deve levar a uma grande reflexão. Um bom Natal, querida amiga
    Emilia

    ResponderEliminar
  26. Linda poesia. A música de fundo é maravilhosa. Uma das minhas preferidas do R.E.M.

    Desejo um Feliz Natal e um Ano Novo cheio das mais alegres flores, dos mais perfeitos pensamentos, de uma luz imensa que lhe ilumine os caminhos, e principalmente, com todos aqueles sonhos que só Deus pode permitir que tenhamos.
    Beijos e uma boa semana!

    ResponderEliminar
  27. Pensamento positivo.
    A época não é época de tristeza.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  28. Quantas vezes se viaja através dela!!!
    E quantas são as vezes ... que não conseguimos viajar quando uma janela se abre!!!
    Gostei de ler!
    Feliz Natal e um 2018 Felicíssimo!!!

    ResponderEliminar
  29. SEM EXCEPÇÃO DE NINGUÉM...MUITO OBRIGADA PELOS COMENTÁRIOS, CARINHOSOS, AQUI DEIXADOS.

    Bjos nos vossos corações.

    ResponderEliminar
  30. Através da janela há olhares e pensamentos que voam longe...
    Bonito poetar... Há hipocrisia, mas também coisas boas e bondosas ocorrendo lá fora...
    O meu abraço neste início de semana

    ResponderEliminar