quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Degustação em universo sagaz

 Foto de Carolina Rodrigues.
Degusta o vinho que o meu corpo oferece
Momento inquieto, o arrepio sem sentido
A minha pele aveludada que não esquece
O toque das tuas mãos, momento contido
.
Lês-me o pensamento em rimas e versos
Viajas nos recantos da minha embriaguez
Saboreias-me no momento mais perverso
Da imaginação, no momento de sensatez
.
Viaja nas montanhas do meu universo sagaz
Respeita os apeadeiros que te fizerem parar
E verás, que o tempo te convida a degustar
.
Olha meu corpo embriagado que te satisfaz
Numa visão real, o tempo causa-nos aflição
Quando nós dois, naufragarmos, na sedução.
--

Autora: Larissa Santos

33 comentários:

  1. Uma mulher linda e um copo de vinho, a "embriaguez" perfeita.
    Sedutor poema.
    Beijo Larissa

    ResponderEliminar
  2. Gostei do teu blog!! estarei acompanhando novos escritos ;)

    ResponderEliminar
  3. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema!
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  4. Está demais! Este é um dos motivos porque sou um leitor assíduo deste blogue e então hoje com este brinde, com este copo de vinho neste local, faz cantar um idoso até aos 90 anos de idade!-:))
    O meu abraço de boa continuação.

    ResponderEliminar
  5. Belíssimo poema apaixonado, Larissa
    Gostei demais!
    Um forte abraço de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderEliminar
  6. O amor e as suas inesgotáveis delícias...
    Tenha uma boa quarta-feira...

    ResponderEliminar
  7. Simplesmente maravilhoso. Muito sedutor!! A imagem é qualquer coisa... Amei

    Beijo e uma excelente tarde

    ResponderEliminar
  8. Até já estou fincando tonto,
    sem ainda ter provado a pinga
    para muito mais já estive pronto
    como respingava já não respinga!

    Foi embora a sedução,
    levou o melhor com ela
    triste ficou o meu coração
    o destino assim o quisera!

    Tenha uma boa tarde,
    degustando essa pinga
    enquanto a lenha arde
    vai aquecendo a menina!

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  9. Poema belo e sedutor, muita sensualidade transmitida em belos versos!
    Um grande abraço, Larissa e Gil.

    ResponderEliminar
  10. Oi Larissa, boa tarde!
    Tanto os seus poemas quanto os do Gil são lindos. Deus que abençoe cada vez mais o dom que lhes deu.
    Bjsss amiga

    ResponderEliminar
  11. Larissa, hoje eu fiquei
    assim, oh! Todo bobo com
    você lá em casa. Amei, juro.

    Beijos.

    silvioafonso



    .

    ResponderEliminar
  12. Quanto a degustar o vinho...
    melhor não. Prefiro ouvir o
    que diz o seu corpo, sua alma
    e o seu coração...

    silvioafonso


    .

    ResponderEliminar
  13. Uma sedução perfeita....
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  14. Poema sedutor!
    Gostei :)

    r: Muito, muito obrigada
    É verdade, torna tudo mais fácil

    ResponderEliminar
  15. Que bela combinação entre o poema e a imagem! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  16. Amor, vinho, toque, saborear, sedução....poema arrepiante
    bjs Larissa
    Kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  17. Um jogo de palavras muito bem conseguido!

    Um beijo, Larissa.

    ResponderEliminar
  18. Hummm o vinho com moderação, assim como a entrega. Às vezes entregamo-nos demais e ficamos embriagados com ou sem vinho:)
    Beijinho Larissa.
    Gostei!!

    ResponderEliminar
  19. Um soneto erótico muito belo, Larissa.
    Parabéns pelo talento
    ~~~~

    ResponderEliminar
  20. Oh corpo frugal não deixe evaporar-se este vinho que embriaga os amantes!
    Belo poema, Larissa!
    De fato, brincas com as palavras!
    Um abraço,

    ResponderEliminar
  21. Até eu, que sou abstémio, fiquei convencido com o aroma desse néctar.
    Bjs

    ResponderEliminar
  22. Adoro vinho, adoro o amor . Adoro amor com vinho. Viva a sedução!

    ResponderEliminar