terça-feira, 27 de março de 2018

Sinto saudade de voltar a amar-te

🌞
O sol espreita na minha janela
Meu corpo agradece
Estremece
Se entusiasma a valer,
Levanta-se, semi - desnudado
Ainda entorpecido,
Entusiasmado, corre para ver
Os raios que chegam
Trespassam a vidraça, calor
Que me traz algum aconchego.
💗
Abro a cortina com persistência
Exercito o meu corpo
Que se sente vivo para a vida
Vagueando em ode de prazer
Pela vidraça em transparência,
Existe um ser dentro de mim
Que me enlouquece
Talvez sejas tu, sim
O dono dos meus sonhos
E dos momentos mais perversos.
💗
O meu olhar trespassa a vidraça
As cortinas abrem-se,
O meu pensamento viaja para longe
O meu corpo já acordado, reconhece
Que no aconchego do meu quarto
Ainda existe a fragrância no ar
Deixada, numa noite de amor,
O sol espreita pela janela, e eu
Sinto vontade de voltar a amar-te
Como amo a aragem que passa.
-
💟
💬
Autora: Larissa Santos

48 comentários:

  1. Sedução e saudade, duas palavras aqui muito bem conjugadas.
    Gostei muito do poema
    Bjos

    ResponderEliminar
  2. A passar por aqui para conhecer mais um bonito poema!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  3. A saudade de um amor que se foi lindo amei
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  4. Saudade linda que te inspirou! Beleza de poesia! beijos, chica

    ResponderEliminar
  5. Lindo poema, saudade, ah, é mesmo uma linda inspiração!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  6. um belo poema de amor!!!!
    onde está o amor????
    beijinhos e boa Páscoa.

    ResponderEliminar
  7. Um poema lindo, Larissa! Esse romantismo extremo nos enche os olhos e nos encanta!
    Um grande abraço pra vc e pro Gil.

    ResponderEliminar
  8. Lindo e bem sensual Larissa!
    Gostei muito.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  9. Por favor, Larissa, esquece
    a aragem. Já passou...
    Mas se quiser voltar, não se
    acanhe. Meus braços estão ar-
    reganhados a sua espera.(risos)

    Beijos.

    silvioafonso




    .

    ResponderEliminar
  10. Saudade , emoções à solta num belíssimo poema.

    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Parabéns amiga, por tão belas poesias que faz o favor de partilhar... obrigada Amei!
    Beijinhos de carinho!

    Santa e Feliz Pascoa!

    ResponderEliminar
  12. Boa tarde!
    Parabéns pelo brilhante poema, no qual me identifiquei!!
    :)

    Beijo e um dia feliz

    ResponderEliminar
  13. Olá Larissa, como é bom sentir saudade em clima de pleno romantismo, uma bela viagem nas entrelinhas do romantismo n. Lindo de se ler.
    Bjss!

    ResponderEliminar
  14. Lindo poema e trata o amor e a sensualidade de forma muito bonita.

    Beijos/Kisses.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fanpage
    Instagram

    ResponderEliminar
  15. Oi, Larissa! Que coisa mais linda! A saudade aqui com tanta inspiração, vontade, desejo e romance! E a minha saudade lá no blog! Que as nossas saudades nos tragam boas lembranças! ;)

    beijos!!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  16. Um poema lindo que fala da saudade dum amor ausente.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  17. Bonitas palavras 😉
    Xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  18. https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
    Olá Larissa, Belíssimo poema de amor... com um tanto de romântismo à mistura.
    Sinto Saudade de Voltar Amar-te...O sol espreita na minha janela
    meu corpo agradece e estremece.
    Interessante e sensual.
    Beijinho.
    Luisa Fernandes

    ResponderEliminar
  19. No seu corpo recebe o calor,
    que passa através de vidraça
    você mulher está apaixonada
    no seu coração sentindo amor!

    Tenha uma boa noite amiga Larissa Santos.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  20. Amiga Larissa, uma bela poesia, com uma descrição perfeita da imagem. Ou seja a imagem complementa a linda poesia. Parabéns querida! Abraços, fica na paz de Deus.

    ResponderEliminar
  21. Ai as saudades! Essas malvadas que nos corroem por dentro!
    Beijos

    ResponderEliminar
  22. Gostei deste teu poema, Larissa, que se encerra com estes belos versos:

    "Deixada, numa noite de amor,
    O sol espreita pela janela, e eu
    Sinto vontade de voltar a amar-te
    Como amo a aragem que passa."


    Uma ótima semana.
    Beijo.
    Pedro

    ResponderEliminar
  23. Poema sublime
    Bjs
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  24. Oi Larissa, tbm gosto da aragem que passa.
    Continuação de boa semana.
    Boa páscoa!

    ResponderEliminar
  25. Sempre um prazer assar por aqui.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  26. Olá, Larissa!

    Que poema imponente e quente! Parabéns!

    O sol é um atrevido e cusca o nosso corpo e até a mente, mas, por vezes, agradecemos porque nos sentimos cheias, banhadas de luz e de positividade. Afinal, o sol é "homem".

    Afastadas as cortinas, parece que o dia vai começar com toda a força, mas por vezes, há o desejo de à cama, regressar. O que é isto? O que se passa "comigo". Sente-se algo que não se consegue explicar, mas vem das entranhas, e talvez lhe chamemos amor.

    Há algo no ar. Lembranças de momentos vividos e idos, todavia a "desgraçada" da vontade quer repetir a cena, no mesmo ambiente ou noutro qualquer. Sabe-se lá! Fica-se ao sabor dos impulsos, dos desejos e dos pulsos, que tanto queríamos por perto.

    A imagem está sensualmente linda e vaporosa.

    Beijinhos e uma feliz noite, com amor.

    ResponderEliminar
  27. Um poema apaixonante de uma mulher claramente apaixonada.
    Bjs

    ResponderEliminar
  28. Tal como acabei de usar as tuas palavras para com o Gil, as mesmas para ti as redireciono:
    A tua sensibilidade (também) parece não ter limites Larissa.
    Beijo

    Olhar d'Ouro - bLoG
    Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

    ResponderEliminar
  29. Oi Larissa! Ual menina que texto lindo! Sensibilidade à flor da pele e a poesia transborda ! Parabéns! Beijos.

    ResponderEliminar
  30. Muito bonito e sensual numa bela prova de amor!

    Beijocas

    ResponderEliminar
  31. Sutil e delicioso poema sensual.
    Abraços

    ResponderEliminar
  32. Lindas sensações!
    Meu carinho, e Feliz Páscoa!

    ResponderEliminar
  33. Saudade e paixão de mãos dadas neste lindo poema
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  34. Reiterando, simplesmente:

    Obrigado e parabéns

    ResponderEliminar
  35. O amor é mesmo assim, nunca é demais repeti-lo...
    Excelente poema, gostei imenso. Parabéns.
    Continuação de boa semana e uma Páscoa muito Feliz
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  36. Que bom é amar assim Larissa!

    Que a sensualidade e o desejo seja também o laço e a união dos que se amam.

    Bjs

    ResponderEliminar
  37. Assim como a necessidade do frescor da aragem, a nobre poetisa sente o desejo de reviver momentos pretéritos felizes. O amor, em suas complexidades tem suas idas e vindas, Larissa, e muitas vezes nos surpreende com a volta de amores inesquecíveis. Aplausos por tão belos sentimentos líricos. Feliz Páscoa e um grande e fraterno abraço.

    ResponderEliminar