sábado, 4 de agosto de 2018

Embriaguez de um macio vinho

🔼🔽
Embriagada de tudo, talvez de nada
Do teu corpo, com cheiro a jasmim
Beijos trocados e mente apaixonada
Do teu corpo, que já é o meu jardim
🔽
Espera-te o meu corpo semi despido
E na embriaguez de um macio vinho
Que me deixa em êxtase, sem sentido
Esperando pelo mais sublime carinho
🔽
E do vinho, que juntos, iremos beber
Num copo de sedução em fino cristal
Dele, retiramos o prazer, num reviver
🔽
Embriagada em momentos de ternura
Vem envolver-te ao meu corpo imortal
Vestido de tudo e nada com formosura.


🔼🔽
🂡 Autora: Larissa Santos

30 comentários:

  1. A foto está muito bem para o poema que é lindíssimo.
    Beijinhos
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  2. Lindo poema de elevada estrutura poética.
    Belo e sensual poema, gostei da fotografia.

    Beijinhos
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  3. MUITO BOM, este soneto.
    Gostei muito, assim como da foto perfeitamente adequada ao tema.

    PS - Adenda ao meu último post, que não foi vista por ti:
    Dentro de poucos dias vou de férias. Parto no próximo sábado rumo à Europa, começando por Praga, República Checa, e depois… se verá, mas não dispenso Budapeste e Viena de Áustria!
    Este mês de Agosto será dedicado à Europa; em Setembro será a vez de África. Partirei no dia 1/9 para Cabo Verde. Entre os dois continentes estarei cá no dia 29 de Agosto para fazer a terceira (e espero que última) injecção intra-vítreo.
    Deixo programada a postagem do dia 1 de Setembro. Conto convosco. Retribuirei, agradecendo, todas as visitas entretanto recebidas.
    Bem hajam!

    Bom Fim-de-semana
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde querida amiga. Acho que sim, que já a tinha visitado, mas nunca é demais :))

      Bjos

      Eliminar
  4. Um brinde a esse soneto lindo de viver!
    Bjs Larissa e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Cuidado com o vinho macio; o calor intenso pode faze-lo subir à cabeça.

    Já o poema, bebe-se com a sofreguidão própria daquilo que embriaga sem fazer mal.
    Lindo.

    Beijinho, bom FDS

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde!
    Mais um maravilhoso poema!! Amei!

    Sonho que me acalenta...

    Beijo e um bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  7. Olá, Larissa, muito lindo, sensual e inspirado poema. Parabéns!
    Um bom fim de semana pra você.
    Beijo!

    ResponderEliminar
  8. Sensualidade nas entrelinhas, versos inspiradissimos e belos, como sempre!Gostei muito Larissa!
    Bjss!

    ResponderEliminar

  9. Como sempre um poema muito bonito. O vinho, por vezes, é desinibidor...
    Beijo

    ResponderEliminar
  10. A embriagues do saboroso vinho, incendeia de amor e lascívia a nobre poetisa que se avulta em inspiração e nos brinda com mais essa pérola poética. Aplausos, Larissa, e ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  11. Que maravilhoso pós, Larissa! Embriaguez de amor combinada com embriaguez do vinho. Embriagada em todos os sentidos. Amei!

    ResponderEliminar
  12. Um belo Soneto.
    Alegrias e boa disposição para um Amor meio entornado.


    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  13. Um poema arrebatador!

    Convidamos-vos a ler o capítulo 4 do nosso conto escrito a várias mãos "Janelas de Tempo"
    https://contospartilhados.blogspot.com/2018/08/janelas-de-tempo-capitulo-4.html

    Excelente fim-de-semana
    Saudações literárias!

    ResponderEliminar
  14. Oi Larissa,
    Desculpa o atraso está longe.
    Linda poesia sensualíssima.
    Bela construção
    Parabéns
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  15. Larissa
    Desculpe o erro
    Estava em outro Estado.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  16. Um belo poema Larissa
    Obrigada pela atenção,de sempre.
    um abraço grande

    ResponderEliminar
  17. Olá Larissa! Merece um brinde o seu maravilhoso poema.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  18. Larisa.
    Bendita embriaguez!
    Bendita poesia que abençoa a todos
    que por aqui passam ou por onde Você passa.
    Bendita seja você Poeta Larissa,
    que encanta nossa vida quando por aqui passamos.
    Hoje abraço apertado.
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar