sábado, 13 de outubro de 2018

" Mélicos tormentos "

 🌼
Numa doce, e tão realista quimera
Inundada de flores de primavera
Conto as pétalas, alvas, enquanto sonho
Como quem sente a firmeza
De uma eterna convicção
De vir a ser então por gentileza
A Deusa do teu jardim de inspiração,
Sinto no aveludado das folhas
Partículas do carinho, que não confessas
Mas que nos meus sonhos entra.
.
És a pureza do meu eterno pensamento
Quando nos meus sonhos mais profundos
São mélicos, os meus tormentos,
Por isso meu amor, não me impeças
De poder continuar com este sonho,
Em cada pétala peço um desejo
Num sorriso envergonhado, que não vês
Quando conto as horas em segundos
E acordo na fantasia do teu beijo
Mas sobrevivo aos devaneios, outra vez!

 💖
🌼Autora: Larissa Santos 

50 comentários:

  1. Li e reli os poemas em atraso:) e esgotei as palavras porque gostei imenso deste momento de leitura. Obrigado.

    Beijocas e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. LINDOS poemas para um bom fim de semana!

    O meu abraço.

    ResponderEliminar
  3. Adoro!! =)
    Um grande beijinho,
    https://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  4. Um bonito e sublime poema! Adorei!
    Beijinhos e um óptimo fim-de-semana

    ResponderEliminar
  5. Gostei de ler. Muito bonito.
    Abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  6. Um poema lindo e suave!;-))
    Bjocas ;)
    Espero-vos na nossa/vossa casa, com; - Libidinosos recantos ... lascivos desejos profundos

    ResponderEliminar
  7. Me encanta esta nuevo poema que nos has ofrecio hoy
    Besos

    ResponderEliminar
  8. Um poema repleto de muita ternura.
    Lindo Larissa.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  9. Bom dia, Larissa. Este é um dos seus mais belos poemas. Um primor! Elaborado a pétalas das mais belas flores primaveris. Aplausos e um abraço cordial e fraterno.

    ResponderEliminar
  10. Até no Amor a esperança é a última a morrer...
    Muito belo e romântico Larissa.
    Uma inspiração inesgotável!!
    Beijos
    ~~~

    ResponderEliminar
  11. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema!



    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  12. Larissa, bellamente lírico y dulce. Un abrazo. carlos

    ResponderEliminar
  13. Lindíssimo poema! :) Beijinhos e bom fim de semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  14. Que poema lindo, Larissa.Passa a sensação de um amor puro, inocente, quase platônico .

    Adorei,amiga poeta!
    Hoje é feriado no Brasil; Dia de Nossa Senhora Aparecida(101 anos que a imagem foi encontrada) e Dia das Crianças.

    Obrigada pelas visitas e uma sexta-feira e fim de semana de paz e alegrias
    Beijos sabor carinho
    Donetzka

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde Larissa! Belíssimo poema. Parabéns.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  16. Tão emotivo, tão bonito *-*

    r: Muito obrigada!

    ResponderEliminar
  17. Olá, querida Larissa!

    Mto obrigada pela sua visita, sempre bem-vinda (há pessoas k confundem com Benvinda, nome próprio de mulher, ou então é puro desconhecimento) e pelos seus sinceros votos. Gosto dos fins de semana, em casa, arrumando e limpando o meu espacinho T4.

    Eu não sei e não gosto de fazer comentários sem estrutura, ou seja, sem a saudação inicial, sem o "corpo" do comentário o completo possível e por fim sem a "despedida", os beijinhos ou os abraços, mas tenho de aprender, um dia destes, pke as minhas mãos é que sofrem com as minhas atitudes na extensão em matéria de escrita.

    E tanta "palha" e nem uma letra sobre o seu poema. Digo, lindo e "tá" feito, não é? Pois, não sou capaz de "despachar" os outros para ter comentários diários no meu blogue, k podem só conter um símbolo ou um vocábulo, mas o importante é ter comentários. Escrever todos os dias fatiga, mas eu escrevo todos os dias pra mim, mas se for para publicar, para os outros lerem, torna-se repetitivo e "às duas por três", as pessoas dão uma vista de olhos e dizem: mto bom. Gostei.

    Alguém, aqui, já vos disse k um determinado poema vosso não era do agrado da pessoa ou k não correspondia às expetativas dele/a? Creio que isso nunca aconteceu, mas eu já tenho apontado aqui falhas e dizer k o poema "X" ou "Y" está fraquinho. Façam o mesmo no meu blogue, se não gostarem dos meus poemas ou apreciarem pouco. Ninguém sabe tudo, nem é perfeito, mas eu prometo esforçar-me para fazer melhor.

    Deixe k lhe diga! A Larissa escreve mto melhor neste tipo, neste esquema poético, 10 estrofes, 10 estrofes ou 8 ou 12, enfim, seja como desejar, do k nos sonetos ou em quadras.
    Os sonetos obedecem a regras e fazê-los como nos "apetece" não é justo, senão para k serviriam as regras da vida?
    Raramente um soneto seu tem o brilhantismo de um poema deste género. Duas quadras e dois tercetos com umas rimazinhas e "tá feito", não, não é assim. Eu como não sei fazer sonetos, poucos sabem, aliás, remeto-me a outro tipo e esquema de poesia.

    Em relação a este post, tenho de "pegar" logo no título, que é contraditório, mas é bonito, poeticamente falando.
    O adjetivo mélico, mto pouco usado no Português de Portugal, excetuando os séculos XVIII e XIX, por um ou outro escritor, mas mto utilizado, ainda atualmente no Brasil erudito. Vocês, aqui, usam-no mtas vezes. Onde tomaram contacto com este adjetivo, k tb pode ser substantivo? Mélico pode referir-se a mel ou a algo suave, harmonioso, agradável, todavia aqui é um sofrimento bom, mélico, como lhe chamou. O amor tem tamanhas manhas e sentidos opostos!

    Ora, bem-me-quer, mal-me-quer e vai-se tirando as pétalas à flor, uma a uma, embora seja sonho, irrealidade, mas a mentira no amor sabe-nos sempre bem. Inexplicáveis parvoíces. Que fazer?

    E nesse desfolhar, sentimo-nos as musas, as ninfas, as tágides, as princesas ou rainhas dos nossos amados, mesmo k não sejamos, mas sermos enganadas com "consciência" é um ato tão característico da mulher! Somos adolescentes toda a vida -rs.

    Ele não confessa o amor, talvez, pke o não sinta como nós ou não o sinta mesmo, mas deixe lá, Larissa, que um dia tb acertam as contas com ele, acontecendo-lhe, exatamente, o mesmo k a nós. A moeda tem dois lados, todos sabemos.

    A mulher ama de uma maneira mto especial e até ingénua, mesmo k tenha 70 anos. Somos, nesse aspeto, todas iguais. Acreditamos, mesmo que nos "abram os olhos", mas não, os outros nunca têm razão. Este desvario amoroso feminino sempre assim foi e continuará a ser. Pode ser k um dia melhoremos um pouco, mas duvido.

    Continue a despetalar a flor e pode ser k um mal-me-quer nos alerte os sentidos e nos chame à razão. Ora, isso das flores, é mentira, dizemos nós, todas convencidas.

    Gostei bastante da semântica do seu poema, mas nada a fazer, pke somos todas assim.

    Beijinhos e bfds. Hoje é feriado no Brasil e até pensei k já tivesse mais comentários.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Amiga e Ilustre Poetisa.

      Os seus comentários, são para mim, uma autêntica aprendizagem. E porquê? Porque o meu Português é um pouco pobre. Ou seja, não sendo estudada e/ou com qualquer curso, toda as ajudas, (criticas construtivas), correcções me ajudam bastante.
      Confesso não ser uma leitora que me alongue nos comentários. Mas o que faço é com dedicação.

      Eu adoro a sua forma de comentar - falo dos meus poemas -, e fico grata porque sei que o faz com toda a sinceridade, ajudando-me assim a crescer. Gostei de saber que prefere ler-me neste registo. Muito obrigada. :))

      Bjos
      Votos de um óptimo Sábado para si e toda a Família.

      Eliminar
    2. Larissa, por favor, não me chame "Ilustre", nem "Poetisa", pke não sou nem uma coisa, nem outra. Sou uma pessoa normalíssima, com virtudes e defeitos e k gosta de escrever e de ler.

      Aprendemos todos uns com os outros, mas as chamadas de atenção, construtivas, só nos enriquecem como pessoas.

      É sucinta, sim, nos comentários, mas como comenta todos os dias vários blogues, talvez isso não a deixe alongar-se e há pessoas, k escrevem mais umas k outras.

      Sou mto frontal e sincera, mas longe de ser desabrida ou incorreta.

      Ensinar é uma arte e eu pertenço a esse grupo, k tem decerto profissionais incompetentes, mas eu tento fazer (dar e receber), o meu melhor.

      Sempre k possível, aconselho a k siga este esquema poético ou semelhante.

      Beijos e bom domingo.

      Eliminar
  18. Soberbo poema, Larissa
    Amei!
    Um abraço carinhoso de
    Verena.

    ResponderEliminar
  19. Se essas palavras que escreve,
    bem sentidas são no seu coração
    do que na vida nunca se esquece
    pelo amor você tem grande paixão!

    Tenha um bom fim de semana amiga Larissa Santos.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  20. Boa noite Larissa!

    Belo e sensível poema onde os sonhos de amor são a inspiração de uma bela flor no jardim da felicidade.

    bjsss

    Desejo um fim de semana de paz, luz, amor e harmonia

    ResponderEliminar
  21. Retificando: 2º parágrafo, 2ª linha - comentário o MAIS completo possível…".

    As minhas desculpas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não precisava de corrigir. Todos falhamos, é normal.
      :)) Obrigada

      Eliminar
    2. Precisava, precisava, Larissa. O erro, seja de natureza for, deve ser corrigido, se dermos por isso e se tivermos conhecimentos.

      Bom fim de semana.

      Eliminar
  22. Um belo canto na pureza do amor.
    Trabalho lindo amigo e inspirador.
    Meu abraço e bom fim de semana com paz e alegrias.

    ResponderEliminar
  23. Muitos parabéns Larissa excelente e reafirmo a maravilha que é ler tamanha sensibilidade que "brotas" e nos absorve!
    Não sou muito de palavras, não somos todos iguais, aliás, sou mais de imagens... Pelo que não poderei concorrer com a estimada seguidora Céu que respeito a sua forma de análise, mas cada um é como cada qual.
    Beijo e bom fim de semana com excelente inspitação.

    Rui
    Olhar d'Ouro - bLoG
    Olhar d'Ouro - fAcEbOOk
    Novidade no Youtube visitem e subscrevam o canal: Olhar d'Ouro - yOutUbE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Rui de Lamego (verdade?), que já "conheço" há tanto tempo!

      De vez em qdo passo pelo seu blogue, que mostra lugares bonitos e na sua ida a Paris, não sei se a mais recente, "bebi" aquilo tudo, pke eu fui passado pouco tempo, embora já lá estivesse estado no tempo da faculdade 2 ou 3 vezes.

      Eu escrevo k me desunho e por isso é k já fui operada às 2 mãos, mas isto é vício. Não tenho máquina fotográfica e não gosto de fazer fotografia, mas já fui mto fotografada.

      Bem, o Rui fica com 20 valores em fotos, imagens e eu com 15 em palavras. Pode ser?

      Beijinho para si e bom domingo.

      Eliminar
    2. Olá, bom dia.
      Só agora me é possível responder atendendo a que ao fim de semana não viajo pela blogosfera.
      Grato pela atenção ao meu modesto comentário, sem maldade, mas com muito respeito.
      Como a Céu disse num comentário atrás em resposta à Larissa, efetivamente quem visita muitos blogs, seria impensável poder escrever muito, dizer tudo o que nos vai na alma, pelo que acabam por ser visitas rapidinhas, passe a expressão.
      Admiro quem escreve muito e estando neste meio à cerca de 10 anos, é maravilhoso quando alguém nos escreve textos longos, ou no meu caso, quem em forma de comentário a uma fotografia faz um poema, acredite que é do melhor!
      Vou fazer aqui uma confissão: Também gosto de escrever. Nota-se por, hoje e aqui, me estar a estender demais do que o habitual, mas acho que a Céu merece. Continuaria, mas vou mesmo que ter de me "cortar", pois o trabalho chama por mim e venho aqui aos poucos, por vezes um pouco mais, por vezes pouquinho mesmo, por vezes não dá durante dias a fio, isto para grande pena minha pois adoro a blogosfera e as maravilhosas pessoas que por aqui conhecemos, embora, também exista de tudo, mas falo no geral, pois, como já disse cada um é como cada qual e importante é que nos respeitemos.
      Bom, vou mesmo terminar, não sem antes lhe dizer que se enganou no seu comentário, pois eu não me acho merecedor de 20, mas contento-me com o 15. O 20 fica-lhe muito bem a si.

      Grato pela atenção e uma boa semana.
      Larissa, tem paciência, hoje também me alonguei aqui.

      Beijinho às duas.

      Rui

      Olhar d'Ouro - bLoG
      Olhar d'Ouro - fAcEbOOk
      Novidade: Olhar d'Ouro - yOutUbE

      Eliminar
    3. E são pessoas como "vocês" que nos fazem sentir bem neste mundo da blogosfera. O que seria de Nós, sem TODOS Vós??

      Em nome da Dupla, agradeço de coração, de forma geral.
      Bjos e uma óptima Segunda feira

      Eliminar
  24. Que bela capacidade de sonhar.
    Beijinho
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  25. Amor platônico que se revigora na ilusão de um encontro real... Poema que me fez viajar por estradas amorosas...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  26. Sonhar é uma das base da vida! Ótimo poema!
    Beijos.
    http://vinteedoisdemaio.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  27. CONVITE PARA O POETIZANDO
    Boa noite!
    Com saudade do poetizando e desta interação que é mais que apenas poética, interação amiga, postei hoje o poetizando. Peço desculpas pois já é noite de sábado, mas fica a semana em destaque para que todos posam participar com suas lindas poesias.
    Desde já agradeço a sua compreensão em esperar esse tempo sem uma nova edição.
    Tem momentos e acontecimentos na vida que nos toma de surpresa e nos deixa sem chão. Mas a vida é assim, temos que encarar de frente, com pés no chão, sempre confiante em Deus que tudo passará.
    Vamos a mais uma edição do poetizando que está com atrativas imagens.
    Abraços da amiga Lourdes Duarte.

    ResponderEliminar
  28. Parabéns pelo belo poema, Poeta!
    Gostei muito.
    Um bom domingo, Larissa!
    Beijo,
    Pedro

    ResponderEliminar
  29. A passar por cá, hoje, para desejar bom domingo!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  30. "Mélicos tormentos". Melodiosos tormentos.

    ResponderEliminar
  31. Nem sempre os tormentos do amor 💓 são mélicos.
    A tua POESIA é sim melodiosa e suave.

    ResponderEliminar