quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Sou folha escrita em poesia apagada.


Sou um fragmento da ingrata existência
Fruto nascido da união de dois sorrisos
Onda descontrolada das margens do rio
*
A estrela que não se vê na noite escura
A raiz sem rumo, sobressaída da árvore
 Que ressalta no asfalto da negra estrada
*
O homem feito em momento de ternura
Parte infiel da vontade e da incoerência
Delírio de amor, emoção do sentimento
*
Rimas cruzadas, em poesia reproduzida
Sentimento inspirador, folha amarrotada
Sou a fantasia. Sou tudo e não sou nada
*
Onde o meu versejar, é página amarelada
Sendo os meus traços, versos indivisíveis
Palavras soltas entoando pela voz calada
*
Areal de carinho, mar de inspiradas águas
Sentindo que na piedade das frias mágoas
Sou uma folha escrita em poesia apagada

***
Autor: gil antónio
*

44 comentários:

  1. Como sempre belo poema e palavras doces que nao sendo escritas sao sentidas vindas do coracao.bjokas

    ResponderEliminar
  2. Os meus aplausos pelos seus maravilhosos poemas!

    O meu abraço da Figueira da Foz.

    ResponderEliminar
  3. Encantador poema amigo Gil!
    A poesia está em tudo que você escreve.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. O POEMA é tão maravilhoso, Gil, que um comentário meu, seria um sacrilégio.

    A imagem absolutamente ao meu gosto.

    Beijo de Düsseldorf, querido POETA 😍

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ematejoca

      Exagerada, lol

      Beijo de Lisboa, querida amiga.

      Eliminar
    2. Então, os outros comentários também são exagerados???

      Estou tão encantada com o poema que já comecei a traduzi-lo para o alemão. Não tinha coragem para to dizer, mas o *Glühwein* que bebi na festa de São Nicolau, deu-me essa coragem.

      É o poema mais lindo que li ______________ e ponto final.

      Eliminar
    3. ematejoca

      És um amor de garota.
      Beijinho poético.

      Eliminar
    4. Lê, por favor, a minha resposta ao comentário de hoje da Larissa, no *ematejoca azul*

      Tu também és um amor de garoto, Gil.

      Eliminar
    5. ematejoca

      Sem favor. Li e fiquei a pensar. É que um homem - por vezes - também pensa, lol

      Beijinho simpatia.

      Eliminar
  5. Boa tarde, sou (somos) a fantasia do sonho, o poema é de mestre.
    AG

    ResponderEliminar
  6. Que poema mais lindo Gil, estou encantada com a perfeição em palavras. *--*
    Beijos.
    Diário da Lady

    ResponderEliminar
  7. Muito boa esta poesia, meus parabéns.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Esta folha tens sentimentos infinitos,
    Nem todos foram escritos,
    Alguns são doloridos,
    É no fim de cada um que são aplaudidos.

    Parabéns caro Gil, belíssimo poema.

    Abraços

    Votos de muita paz, luz, amor e harmonia

    ResponderEliminar
  9. Parabéns amigo Gil!
    Os seus poemas são todos muito lindos!
    O sentimento de amor, é realmente um dos mais belos da vida(...)
    Obrigada por esta maravilhosa partilha.
    Beijo de paz e bem!

    ResponderEliminar
  10. Belo poema, muito aguerrido, nada apagado.
    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Muito interessante esta poesia apagada em folha não escrita e eu gostei de ler!!! Bj

    ResponderEliminar
  12. Que maravilhoso. Parabéns, seu dom para escrever é ótimo!
    Beijos.
    http://vinteedoisdemaio.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  13. Boa noite meu querido... Quase que não te visitava hoje. Mais um poema sublime, que me deixou enternecida. Parabéns:))

    Bjos
    Votos de uma noite feliz.

    ResponderEliminar
  14. Oi Gil,
    Que poesia linda!
    Parabéns pela criatividade
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  15. Das melhores que aqui li.
    Chapelada!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  16. Maravilhoso poema!
    Beijinhos
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  17. Somos tudo e somos nada...
    Excelente poema, talvez um dos melhores que já escreveste.
    Caro Gil, continuação de boa semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  18. Sempre tenho dificuldade em comentar poesia. Sempre acreditei que a poesia interioriza-se e sente-se, não se comenta. Especialmente quando é da categoria deste seu. Não há comentário que fique à altura dele.
    Abraço

    ResponderEliminar
  19. A poesia nunca é apagada, ela grita dentro de nós.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  20. Um poema que se revela como fantasia
    e na profundidade de ser tudo e ser
    nada, reflete a poesia na beleza
    livre no seu percurso...

    Belo poema, poeta Gil!

    ResponderEliminar
  21. Pura obra prima na arte de bem escrever poesia. Doce fantasia nos versos, cujo alcance da sua mensagem é uma ode lírica e bem estruturada.
    Gostei muito

    Abraço

    ResponderEliminar
  22. Belo e encantador poema
    Gostei ler
    Abraço

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Esposas implicativas...

    ResponderEliminar
  23. Uma poética bela tradução definição neste mergulho na existência caro amigo.
    Um belo trabalho a da poesia.
    Abraços e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  24. O que a Alma sente pode estar apagada aos olhos de quem lê.
    Lindo.

    Abraço
    SOL

    ResponderEliminar
  25. Como em um palimpsesto, palavras sobre palavras, e assim também os sentimentos! Abraços.

    ResponderEliminar