quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Olha o meu corpo, e delicia-te.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e nadar
💧💧
Nos recantos do destino espero a chuva
Espero o sol, e as palavras delicadas
Espero, dar-te parte de mim
Mas de alma lavada e tranquila,
Espero pelas gotas perfumadas de jasmim
Neste mar onde a imensidão é tanta
Que me leva ao delírio de mergulhar
Mesmo que sinta as ondas agitadas
Olha o meu corpo, e delicia-te
Afaga-o e faz dele o teu vinho
Vem, entrega-te de alma, vicia-te
Embriaga-te de mim, devagarinho
Nas curvas dos meus reflexos, as saudades
O mar, os desejos, os meus delírios
O meu corpo afagado e despido
Resistindo às mais duras tempestades,
É na fortaleza das águas onde me molho
No destino, onde te espero à chegada
Corpo arrepiado limpo e convertido
Debaixo duma chuva relaxante e abençoada.

💛☂💖
Autora: Larissa Santos.

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Palavras de amor, que " queimam" ... as palavras




As palavras sussurradas
São lindas, pacatas, encantadas
Umas são doçura e cristal
Outras fel, ferindo como um punhal
Nas juras de amor, trocadas
No nefasto ciúme, intemporal



Algumas são maresia, orvalho refrescante
Outras, humidade que gela consoante,
certos desígnios estremecidos
Umas correctas, outras inseguras
Umas de verdade, outras impuras,
que nos corroem os sentidos






Tantas vezes palavras apaixonadas
Que nos chegam de maldade eivadas
De sentimentos inconscientes
Labaredas, sem fumo, que queimam
Abrasando juras de amor, porque teimam
em  incendiar corações inocentes

***
Autor: gil antónio
*

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Mulher, fio de amor, no equilíbrio da vida


Ser mulher é poesia, é magia e amor
É o carinho, a coragem, a eficiência
É a palavra amiga, a douta coerência
A harmonia, o perfume, da pura flor
*
Ser mulher é sentir o coração dorido
A educação do filho, voz enternecida
A lágrima por amor por vezes vertida
A enfermeira, de um coração, ferido
*
É misericórdia, paz, sorriso, doçura
Doce alma que sente como ninguém
O conselho, o beijo, a voz da ternura
Que ama, sem nada pedir, a outrem
*
Ser mulher, é o equilíbrio do mundo
A sensibilidade, robustez da emoção
É ser esposa, amante, a dor, a oração
A lágrima sentida em amor profundo
*
Ser mulher, é ter o dom de perdoar
Quem fere a sua própria dignidade
É a delicadeza, o fio da felicidade
Que num sorriso equilibra o seu lar

***
Autor: gil antónio
*

sábado, 26 de janeiro de 2019

És o fogo que arde no meu corpo desnudado

♥♥
Sinto que adormeci na imensidão do tempo
Abraçada ao teu corpo, o meu louco destino
Embriagada nos devaneios do meu desatino
Elevo o meu ego na fogosidade do momento
És o fogo que arde em meu corpo desnudado
Das tuas mãos, desejos que me enlouquecem
Dos teus lábios...as carícias que estremecem
Toda a minha ilusão, do teu corpo abençoado
Quando eu acordar desejo um banho de amor
Se o mar for só nosso como é a cumplicidade
Sei que anseias o perfume da minha liberdade
Nos entrelaces corporais em todo o esplendor

💖

🌻Autora: Larissa Santos

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Silêncios Imerecidos


Quando penso que nada te posso pedir
Talvez o meu coração esteja a mentir
Pois conhece qual é o meu sentimento
.
Ouço cair a chuva, suave e miudinha
Que refresca a minha alma ceguinha
Mas não te lava do meu pensamento
*
São os silêncios gritos vorazes e infiéis
Que calam os sentimentos mais cruéis
Que esvoaçam pelo nobre céu infinito
.
Raios de luar que iluminam a felicidade
Sempre puros, inocentes, na vil saudade
Que endurecem o coração como granito
*
Chega a noite, cai a chuva, tão docemente
Olho a luz do meu quarto, vazio de gente
Desligo o botão. Entra a luz pelos sentidos
.
Consigo sorrir no silêncio do meu quarto
Meia-luz que me dói e que não descarto
Nas divagações, dos silêncios imerecidos


***
Autor: gil antónio
*

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Entre as frinchas da existência


( foto da net )
*
Recordo o deslizar entre as frinchas da existência
Onde percorri agras desertas, planícies em secura
"Vi-te" nua. Em teu abraço, adormeci na apetência
Talvez extasiado pelo meu entusiasmo de loucura
*
Foi a tua imagem, o meu alento na dura travessia
Em que pisei o areal, senti o vento, a doce ilusão
Em que o teu sorriso foi a força, o admirável guia
Que guiou o meu destino, serenou o meu coração
*
Montes desci. Solidão foi o meu emotivo outrora
Por muito que te amasse, nada era, como é agora
Que te vejo junto a mim em afortunada realidade
*
Ouço a tua voz, sinto o teu afecto, és meu desejo
Recordações que se desligam, na doçura do beijo
Dentro de uma solidão, cambiada pela felicidade

*


***
 Autor: gil antónio
*

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Na incerteza da minha alma abandonada

 ⧫⧫
Sinto a minha alma abandonada
Vagueando pelos campos tão cinzentos
Perdida entre silenciosos pensamentos
Olhando na incerteza do além
De alma cheia, de nada...
Sinto nevoeiros, chuviscos e tristezas
Tudo, dentro do meu coração
Que vagueia nas longínquas incertezas
Tendo como sina, os momentos
De todo o sentido da minha emoção
Olho o além, revejo-me num enigma
Um reboliço no meio da dúvida
Em amar, o que o meu olhar imagina
O que os meus braços desejam
Mas só o meu coração saberá explicar
Sinto que não sou nada nem ninguém
Se a minha alma abandonada adormecer
Se tu não chegares e a chuva aparecer
E os campos deixarem de florir
Então sim...sinto que fico muito aquém.
⧫⧫
 🍁
💧Autora: Larissa Santos

sábado, 19 de janeiro de 2019

Refresquei-me nos pingos do teu olhar


Caminhei na vida, como passeia o vento
Refresquei-me nos pingos do teu olhar
Enfrentei o frio da manha, subi aos Céus
Nadei na espuma das margens das fontes
Conheci as arestas do teu sorriso invulgar
Partilhei contigo sentimentos tão meus
*
Embebido na noite, nasceu o claro silêncio
Impregnado nos gritos de inefável solidão
Fui carinho desnudo de uma estrela sem cor
Homem concebido nos sussurros do prazer
Conselhos arbitrários de um nobre coração
Pranto olvidado nos novelos do nosso amor
*
Fosse o teu olhar o breu que me envolvesse
Traria a mim a luz imarcescível do desejo
Em água ancestral, que da fonte bebesse
Me deixaria refrescar ... carinhosamente
E num sabor apimentado de um doce beijo
Seria meu amor, lágrima em pura nascente

***
Autor: gil antónio
*

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Sorriso no rosto

💚
Perfumado momento, inebriante cheiro
Onde elevo o meu devaneio, sem medo
Espero-te neste campo e será o segredo
Que guardo no meu coração por inteiro
O sol resplandece, afaga o meu coração
As flores me aconchegam o sentimento
Delicadamente, fazem deste momento
O meu oásis perfeito, em doce emoção
Sorriso no rosto,  camuflado de saudade
Em meu redor o aroma se vai libertando
Olho em frente...e não te vejo chegando
Mas espero, inebriada pela cumplicidade


💚 🍀 💖

🌷Autora: Larissa Santos

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

São os teus olhos o néctar

( imagem da net )
💕
São os teus olhos o néctar dos meus momentos
O florear das rosas. A vastidão do meu infinito
A odorada flor. A calma dos meus sentimentos
O equilíbrio, a doçura. És tudo do mais bonito
💕
És a luz que alumia os alicerces da minha vida
A paz, o cómodo, a fraternidade, a viela segura
O prazer, a face amada, a dor por vezes sentida
As lágrimas trocadas, em momentos de ternura
💕
São as tuas mãos o pêndulo, a fé, o sentimento
Como o amor, nos unem, num só pensamento
Inserto num carinho, versado em suave poesia
💕
Meu tesouro, meu alento, companheira, amante
Que me faz pensar nas entrelinhas do constante
Que sem o teu amor, a minha vida era tão vazia

 💕 

❤❤❤
Autor: gil antónio

domingo, 13 de janeiro de 2019

Dia de folga

Resultado de imagem para Domingo de folga 
 🌹
Estamos de folga mas não esquecemos

De quem nos mima e nos faz crescer

De quem nos dá a apreciação diária 

Quando com estima nos vêm ler

É com carinho que vos agradecemos 

E esperamos merecer a vossa lealdade

Somos a poesia, a prosa, a destinatária

Que vos deseja um Domingo de felicidade
🍀🍀
Resultado de imagem para Flores de janeiro

 Eu o Gil, desejamos-vos, um feliz e perfumado Domingo.
Amanhã será sempre melhor...

sábado, 12 de janeiro de 2019

Ritual, entre a natureza e o amor

 
🍀
Numa viagem ao passado do meu interior
Por onde deambulei, longos dias
Talvez num misto de estados, e estações
Deixei que a minha alma se libertasse em paz
Num ritual entre a natureza e o amor
Aquele amor, que me permite sonhar acordada
🔼
Mesmo que o momento seja de solidão
Existe a brisa solarenga e as folhas do chão
Que nem o vento as leva nas manhãs mais frias
Mesmo assim, sozinha, e apaixonada
Pela natureza, onde a beleza me satisfaz
Por onde a minha alma se liberta
🔼
De mala feita, levo comigo para sempre
Os segredos que nela guardei
E todas as emoções que desejei viver
Os sonhos que idealizava e não realizei
Mas nada se torna mais profundo
Que o sentimento que comigo carrego
🔼
Assim, deambulava até ao fim do mundo
Numa viagem mesmo imperfeita, não nego
Se na minha bagagem eu pudesse ter
Afagos, e o meu coração conseguisse recitar
As mensagens mais lindas, mas acreditar
Que existe alma, dentro da minha alma desperta.

🔼 🍀🔼

💖Autora: Larissa Santos

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Amar-te na tua essência de mulher


O meu coração caminha, por destinos incertos
Percorre indecisões, vales, desacertos, desertos
Vagueia pelos areais, banha-se nas alvas marés
É uma rosa que teima em florescer em seco chão
 Erra entre muros insolúveis, de ideias silenciosas
Sente as pedras, como sombra, das suas emoções
*
Desafia o desnível da encosta, a lava do vulcão
Encontra solo fértil, no subsolo da imaginação
No silêncio do escuro, numa estrela escondida
 .
Num jardim estéril, nuas plantas, sem pétalas
Secas folhas, caem no desnorte, das sensações
Procurando, nos socalcos da carência, o amor
*
Ser o leme, teu destino, uma partícula da vida
Limpar lágrimas, ser o teu sorriso, o esplendor
Poder serpear, pelas águas num barco qualquer
 .
Desafiando os nós da ondulação, e embaraços
Quer o meu coração desfalecer em teus braços
E somente amar-te, na tua essência, de mulher
..........................................................................
Com carinho, o meu  ...

***
Autor: - gil antónio
*

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Embriagada na saudade da distancia.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, céu e ar livre 

 💛💚
Sopra o vento nos campos, livremente
Por onde passo leve, serenamente
As nuvens dissipadas se aproximam
Refrescam os meus insanos pensamentos
Deixam que o meu coração se exulte
E se entregue aos pecaminosos desejos
Nas vestes do meu pensamento em erupção 
Nos campos isolados, livres, qual pureza
Onde danço e respiro a fragrância
Num misto de sensações pela natureza
Onde me embriago de saudade, da distância
Solto-me livremente ao vento que sopra
Sinto um leve sussurro, e estremeço
Desejando que fossem os teus doces beijos,
Imagino, olhar-te nos olhos, em silêncio
Neles ler, através das entrelinhas
E degustar, numa quimera irreal
O vento que sopra afagando o meu coração.

💚💛

🌻Autora: Larissa Santos

domingo, 6 de janeiro de 2019

És o meu perfeito imaginário


És a brisa que em meu rosto se faz sentir
És a frescura, que me traz a água do mar
És o sonho, que no delírio, me faz sorrir
És a flor que o meu coração veio aromar
*
És o meu pensamento, a doçura, a ilusão
És o meu imaginário, o meu doce sorriso
És o amor, que faz vibrar, o meu coração
És o calmo carinho, o meu suave paraíso
*
És a chama, que me dói nos dias incertos
És a mulher, que desejo, que quero beijar
És o meu destino traçado em rumos certos
És o sonho que me faz não querer acordar
*
És o sentimento, que meu desejo eterniza
És a palavra amiga, o conselho, a solução
És o atrevimento que o meu amor precisa
És a felicidade que mora em meu coração

**
Autor: gil antónio

*

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Dois rostos e o palpitar do coração.

 ♦♦
Sinto no teu peito o palpitar do coração
Nas minhas mãos, que afagam o desejo
Sinto que encostas teus lábios... e deixo
Que o teu fulgor me incendeie a emoção
🔼
Teu sussurro desperta o meu sentimento
Os teus olhos silenciados calam os meus
As nossas mãos entrelaçadas com tempo
Pedem tanto, que não desejam um adeus
🔼
Nos recantos onde ambicionamos os dois
Nada fica ao acaso num sentimento nobre
Somos o exemplo, e nada fica para depois
🔼
Sentes no meu rosto afável a cumplicidade
Cumplicidade...um afecto que se descobre
Quando me tocas, e sentes a reciprocidade

🍀💖🍀

🌷Autora Larissa Santos

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Refúgio do sonho em amor "envenenado"



No meu sonho, entrelaçamos os nossos corpos
Contigo, meu amor, os meus sonhos, são delírio
Sinto como me acaricias com o teu lindo sorriso
Suave como a espuma que nos molha e envolve
E nos esconde nos recantos infiéis do martírio
*
Sinto o teu aroma que devaneia pelo meu corpo
Qual droga que me inebria, faz suar e percorrer
Caminhos áridos de sentimento, secos e frágeis
Onde me refugio, na excitação dos teus beijos
Sentindo-me levitar na luxuria dos teus desejos
*
Queria ser água benta que gotejasse em corrente
Em chama fulgente, pelas arestas do meu sonhar
Mas como posso sentir essa chama, inconsciente
Se só os teus lábios, me enlouquecem e saciam
Dessa água fresca que desagua em minha mente
*
Quero apagar o sonho, que em mim incorporado
Avisa a minha mente desse “amor envenenado”
Que trazem teus lábios em doçura desleal e fria
Amargos resíduos de um amor, por ti, olvidado
Acordando em mim, quando chega a luz do dia

***
Autor: gil antónio

*