quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Pelo teu beijo me deixava morrer


Olho as ondas do mar e estremeço
Sentindo a altura, doce sensação
Estás comigo, quando adormeço
No imaginário do meu coração
*
Nesse dormir vejo no sonho o mar
Límpidas águas onde viajo na hora
Sozinho em praia onde quero estar
Lembrando teus beijos de outrora
*
Seco areal que nos meus pés sinto
Noto as ondas que neles vêm bater
No amor sou pensamento distinto
Não o entendo, só por entender
*
Se eu soubesse que a sinceridade
Me deixava nas ondas, envelhecer
Dar-te-ia todo o amor e felicidade
E pelo teu beijo me deixava morrer

***
Autor: gil antónio

*

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Sonho em puras lágrimas de amor


Vestido branco de rendas e flores
Deitada numa cama de sentimento
Sente como o sorriso, é lamento
Oculto em sonho de doces amores
*
Havia o baile que tanto ansiava
Onde por acaso nunca dançou
Um rapaz que em sonho amou
Que no baile não se encontrava
*
Não queria que o sonho acabasse
Ouvia o som da música mais além
Rodopiar pela sala com alguém
Que o seu lindo coração amasse
*
Usou os sapatos que nunca serviram
Sentiu que a noite foi tão pequenina
Acordou: e dos seus olhos de menina
Duas puras lágrimas de amor, caíram

***
autor: gil antónio

*

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Em homenagem ao Gil António. Obrigada.

🍀
De Gil António...
**
Se a solidão falasse
E conversasse com o vento
Talvez lhe perguntasse
A razão do teu tormento
.
Um mar de emoções
Um Céu nublado
Que esquece as ilusões
De um tempo já passado
.
Pedras lapidadas pela teimosia
Das águas que vão correndo
Não param de noite nem no dia
E muito menos se vão esquecendo
.
Existindo o abraço afectuoso
Que dois corações faz juntar
Não beijo o teu rosto airoso
Beijo sim, o teu olhar _______________🍀Autor : Gil António.🍀
*******************

"Daria um livro, tudo o que tenho partilhado, e que continuo a partilhar contigo. Faz parte do meu diário, tudo o que tenho vivido contigo. Faz parte do meu ser, tudo o que tenho crescido contigo. Este pequeno, mas tão poderoso poema, que com tanto carinho, fizeste em resposta ao meu anterior, é o reflexo do teu generoso coração. Obrigada Gil António por seres esse ser Humano que és."
Larissa Santos 🌷

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Mundo de espinhos e rosas.

 
★🍀★
Existe um mundo lá fora, que espera por nós
Um mar de emoções, um céu nublado, cores
Vibrando dentro dos nossos corações tão sós
Quando o nosso ilusório é recheado de flores
Entre ilusões e desilusões o mar vai correndo
As pedras são lapidadas pelas águas teimosas
As ervas bravias, aromatizadas, vão nascendo
Nosso mundo é completo de espinhos, e rosas

Num abraço afectuoso trocamos advertências
Beijas-me o rosto e sussurras-me numa caricia
Sentimos a brisa na alma, revelamos carências
Do nosso mundo lá fora, que tanto nos silencia.

🌞 

🌻Autora: Larissa Santos

Beijando a tua mão ( Poetizando e Encantando )

71ª EDIÇÃO DO POETIZANDO E ENCANTANDO


Beijo a tua mão num afecto inseguro
Recebendo do teu olhar, pura magia
És a força do meu querer prematuro
Que clareia a noite em suave fantasia
*
Tocas o meu coração, amo o teu rosto
Teu olhar o mais puro dos semblantes
Em meus lábios, reside o doce gosto
Da ternura, de a beijar, por instantes
*
Quero sentir esse teu olhar lampejante
Sentir-me tocado pela essência da flor
Que habita nesse teu sorriso cintilante
Que enchem nossos corações de amor
*
São as tuas mãos puras jóias de encanto
Que meus lábios beijam com puro amor
Meu doce, minha princesa, amo-te tanto
Tendo a tua beleza, o perfume duma flor

*
É com todo o gosto, carinho e amor poético, que o blogue Brincando com as Palavras, se associa e aceita o convite formalizado no blogue Filosofando e Encantado, da ilustre poetisa, profª Lourdes Duarte, que pode (e deve) visitar, clicando »»» AQUI

***
Autor: gil antónio
*

sábado, 23 de fevereiro de 2019

És a bebida que sorvo em mar deserto.

★💖★
És o mar por onde navego sem canseira
A tempestade dentro do entusiasmo
As ondas que me enlouquecem de prazer
O mar que me acompanha a vida inteira,
E numa brisa doce e tão intensa
És o entusiasmo que me faz viver
Quando bebo do teu carinho sem te ver
E em mim permaneces eternamente


És a bebida que sorvo em mar deserto
O mel que me adoça o coração
A maresia que me leva à emoção
És o copo, qual redoma, em céu aberto
És a ondulação que realça a natureza
O meu porto seguro, que não descarto
O areal deserto e esvoaçante
No meu ilusório mundo, apaixonante,
Mesmo nas tempestades eu me resigno
Faço da tua essência o meu odor
Porque neste mundo, o mar é tão digno
E saberá, porque insisto em navegar no amor.
★ 🍀★

👼Autora: Larissa Santos.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Mulher: O suor da doce envolvência.


Mulher, a ternura enleante do meu ser
Que suspira no deleite do amor sereno
Meu carinho, meu desejo, meu querer
Aprazível luxúria em erotismo ameno
*
Entre lençóis, és o sonho, meu pecado
Roucos suspiros, voz ofegante, prazer
Teu corpo vibrante em sexo sussurrado
Que após o amor, resta-lhe adormecer
*
Libertas teus ais na força da vibração
Tua pele suando na doce envolvência
Deixando em meu corpo o odor de ti
*
Chegada a manhã acorda o teu coração
Dos teus lábios um sorriso de essência
Imortalizado nestes versos que escrevi

***

Sendo a tulipa uma criação de Deus
Embora confesse, praticante não sou
Por ser sedutora como os olhos seus
É sua. Com afecto e carinho lha dou

***
Autor: gil antónio
*

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Sou tudo, sou nada. Sou o coração vadio.

~~🍀~~
Sou, mera sobrevivente das fragilidades
Sou, o amor latente nas tuas entrelinhas
Sou o mar calmo e entre as tempestades
Sou, toda um mistério que me adivinhas
~~
Sou mera ilusão, sobrevivente no mundo
Sou um tanto de nada, eterna apaixonada
Sou uma brecha de carinho, tão profundo
Sou por vezes, tudo, e um pouco de nada
~~
Sou a portadora de um coração tão vadio
Sou a fé, a comoção, o coração aprazível
Sou alegria, quando te sinto, mas repudio
Ser a solidão... deste mundo imprevisível.

~~ 💖~~
🌻Autora: Larissa Santos.

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Olhar de amor perante a magia do pôr-do-sol ( Poetizando e Encantado )

70ª  EDIÇÃO  DO  POETIZANDO  E  ENCANTANDO


Amor é sedução, feitiço, alegria
Um sorriso, sentir, viver a ilusão
Um gesto, uma palavra, fantasia
Tolerância, amizade, embaraço
-
É sentir o palpitar do coração,
ante um pôr-do-sol encantador.
Respirar a terna brisa em união
Um suave desejo de esplendor,
na força e ternura de um abraço
*
Amar é respeitar, desejos sentidos 
Ensejo em que os lábios se unam,
num delicioso beijo, enternecedor,
envolvido pelo  dulçor da fantasia.
-
Sem resíduos infiéis que desunam
Dois seres se amando ao entardecer
Que em puros olhares embebecidos
Fazem do silêncio a génesis do ser
E dum beijo, amor em doce magia

*
É com todo o gosto, carinho e amor poético, que o blogue Brincando com as Palavras, se associa e aceita o convite formalizado no blogue Filosofando e Encantado, da ilustre poetisa, profª Lourdes Duarte, que pode (e deve) visitar, clicando »»» AQUI .


Sem intenções redutoras
mas com todo o carinho
Por respeito e outros dados
Ofereço às queridas leitoras
Esta linda rosa e um beijinho
Ofertas do dia dos namorados

***
Autor: gil antónio
*

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Caminhar de mãos dadas, contigo


Amar-te foi desejar ir mais além
Viajar por um caminho florido
Onde as flores eram aroma de quem
Eu amei, beijei, senti o desdém
De um amor triste e esquecido
*
Palavras ouvidas nesta vida de isenção
Em que o sorriso é por vezes enganador
Engana a alma e entristece o coração
Onde os sonhos são infinita ilusão
Criando a mágoa em gemidos de amor
*
Doce Sol que entra pelos atalhos da poesia
Que de paz aquece o momento derradeiro
Infinitos nadas rodeados por pura magia
Que não se vendem por desleal fantasia
Enternecida pela dor do sonho primeiro
*
Procurar no amor a beleza do desejo
É partir para o infinito da saudade
Onde as delicias de um suave beijo
É sentir um sentimento benfazejo
Encoberto pela malícia da verdade
*
Na tolerância de uma manhã de desatino
Olho o sol como um aconchego amigo
Que na sua luz me oferece o amor divino
Iluminando as ruas em que me imagino
Caminhar feliz, de mãos dadas, contigo

***
Autor: gil antónio

*

Os meus desígnios

A imagem pode conter: 1 pessoa, chávena de café
 🍀
Sinto o cheio do café da manhã
Entrando pelas frestas do meu pensamento
E se transforma na saudade do aroma
Que quero saborear num qualquer amanhã,
Se não conseguir satisfazer o desejo
Deixo-me viajar pelos trilhos do firmamento
Até que minha boca procure o teu beijo
Que se envolva suavemente nos sabores
Enquanto o pensamento morre de amores

Já sentimos o sabor das nossas bocas
Quando éramos seres, noutras vidas
Éramos donos das coisas mais loucas
Nos momentos de vidas, desprovidas.
Olho para trás no tempo, sinto saudade
De tocar o teu rosto num leve afago 
De sorrir, e de olhos nos olhos
Deixar-te o meu sentimento tão vago
Num toque, onde te mostro idoneidade,
Sinto o aroma do café nos teus lábios
E o desejo de te saborear... são desígnios
Das manhãs aromatizadas, pelo café
Que entram no pensamento, da minha fé.
💝
🍀Autora: Larissa Santos.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Cintilantes olhos verdes



Luzidios os teus olhos verdes de encanto
Belos, suaves, calmos, puros, ofuscantes
Pérolas de fulgor, luminosas esmeraldas
.
Que riem oferecidas ao silêncio, carentes
Que me olham com doçura, apaixonantes
Que ofuscam, cintilantes como grinaldas
***
Carinhosos que me ameigam com ternura
Ateando em meu coração a chama do amor
Remindo da minha alma sonhos de pureza
.
Fazendo pulsar o meu coração de ventura
Esquecer os jardins sequiosos por uma flor
Ao sentir nos teus olhos tão infinita beleza
***
Gosto de me fixar nesse teu bondoso olhar
Que origina em mim um perfume distinto
Aromando minhas fantasias de insanidade
.
Deliciosos quando lacrimejam de emoção
Tão doces de amor, que vivem no Olimpo
Causando em mim um êxtase de felicidade

***
Autor: gil antónio
*

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Os nossos corações arrebatam-se num desejo {POETIZANDO...}

 69ª EDIÇÃO DO POETIZANDO E ENCANTANDO

🍀
Imagino-nos, envolvidos no aroma das rosas
Entregues aos abraços e afectos que esperam
Poder sentir, as tuas mãos macias e formosas
São os delírios, onde os sentimentos imperam
Olhar nos lábios e os nossos olhos tão sábios
Os nossos corações arrebatam-se num desejo
E em finos lençóis, de sentimentos tão vários
O desígnio que nos enlouquece num só beijo
São tantos, os momentos, em que me entrego
De coração, repleto de afecto, e cumplicidade
Num devaneio meu, desejo-te tanto, não nego
Não nego, que és uma parte da minha fantasia
E nas palavras, que sussurras com hombridade
Elevas a minha autoestima à mais louca poesia 

💝★ 

🌹Autora: Larissa Santos.

É com um gosto enorme que respondo ao convite da Prf ª Lourdes Duarte. Poetiza e Administradora do BLOG, Filosofando na  Vida.  O importante é participar sem competir com ninguém. Espero ser do vosso agrado. Obrigada Amiga.

Resultado de imagem para flores de fevereiro
Flores... para perfumar o fim de semana, de quem passa por este nosso cantinho.  Bom Domingo.

sábado, 9 de fevereiro de 2019

Bicudos punhais ... em chagas de solidão


Infiéis tristezas apertam em meu peito
Finas lâminas que ferem na desventura
Chagas de sangue que,  por mal efeito
Escurecem, o meu coração, na loucura
*
Agitam em delírios o meu ego tão dorido
Ferindo a minha alma que sinto explodir
Palavras trocadas por vezes sem sentido
Que ofuscam qualquer vontade de sorrir
*
Tristezas que inferem no opaco passado
Sonhos de mágoa, em pesadelos sentidos
Que no íntimo são nós num rumo calado
Hoje no destino, dramatizados e vividos
*
Agonias atroadas em instantes atribulados
Que assaltam o meu coração sem o avisar
Deformam a vontade de tempos passados
Quando o sentimento era apenas … amar
*
Tantos sonhos na incerteza da noite escura
Se transformam num tormento inconsciente
Desalento magoado em laivos de amargura
Que olvidando o passado, ferem o presente
*
Por ti, por nós, nas brechas do nosso destino
Existem fendas dentro das acritudes da vida
Que, atiçando as emoções do ferido desatino
São bicudos punhais, que nos ferem na saída

***
autor: gil antónio
*

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Meu amor ... amo-te tanto


Sinto-me gasto pelo pensamento
Sinto queimar esta paixão,
que em meu peito nasceu,
que me embala, me impele,
me faz voar, através da luz natural
da noite escura. Vejo nas entrelinhas
das palavras que no entretanto
silenciosamente me dizem:
Meu amor … Amo-te tanto

*
Sinto em mim a ousadia,
de um tabu desesperante
tão difícil de aceitar,
e com ele viver no inconstante
Que se fecha, nas paredes,
do expressar do meu desencanto 
que me fere como um punhal
Na liberdade enferma da diferença
me diz na ternura do ocasional
Meu amor …Amo-te tanto

*
Sei que te posso perder,
como se perde a água corrente,
que desliza entre os dedos,
que não se conseguem fechar
e que escorrem como lágrimas
de um intenso pranto
que molham o meu rosto,
e os meus lábios vêm beijar.
Porque a minha boca,
não se consegue calar
E te diz com carinho
Meu amor … Amo-te tanto


***
Autor: gil antónio
*

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Quando os dias pesados me abatem o rosto

Imagem relacionada 
🍀🍀
Tenho pena, de deixar ficar o mundo
De deixar pessoas alegres que amo
Aquelas que sempre, tão bem me fazem
Aquelas que me levantam nos dias cinzentos
Quando o sol não entra na minha janela
Tenho pena, de não dar o melhor de mim
Até de deixar de sentir o meu sorriso profundo
Quando os dias pesados me abatem o rosto
O meu sorriso deixa de ser contagiante
O coração parece andar à deriva, sem gosto
Porque a minha alma não se sente confiante
Mas quando o mundo em mim desabar
O meu coração sentirá a falta de um alguém
Os meus olhos suportarão todas as lágrimas
Que tentarei conter por manter a esperança
Mesmo que que os dias continuem cinzentos
Que mundo não desabe, e chegue a bonança
Para que possa, livremente sorrir, e nunca chorar.

💖
🍀Autora: Larissa Santos

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Nuvens que me lembram os beijos teus.


Gosto de me perder por entre as ruelas do sonho
Viajar entre nuvens de doce linho branco, suaves
Onde a música do silêncio é melodia encantadora
.
Gosto de vaguear por entre as estrelas silenciosas
Onde tudo é beleza, dentro do imaginário do ser
Onde os suspiros são a pureza da voz sonhadora
*
Gosto de me perder por veredas de verdade e amor
Onde o encanto é gentil subtileza e gosto de viver
Dentro do sorriso que adormece em minha alma
.
Olho as pombas que voam sobre corações inquietos
Trazendo novidades de um amor ausente e deixando
Beijos teus de cálido amor que me adorna e acalma
*
Passo a mão pelo cabelo despenteado pelo vento
Olho a solidão das nuvens que me cumprimentam
E me beijam o olhar com o seu lírico movimento
.
Gosto de me perder por entre os trilhos da maresia
Ver floridos jardins, vestidos de amor pela natureza
Sabendo que és a flor que aroma o meu sentimento

***


***
autor: gil antónio

***

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Solitária Rosa Vermelha entre Pedras agrupadas ( Poetizando e Encantando )

68ª  EDIÇÃO  DO  POETIZANDO  E  ENCANTANDO


Foste o sonho, a aragem do mar, a pedra beijada
O meu pensamento, a maré chegando, o carinho
A doce fantasia, a rua feita dessa pedra agrupada
Por onde saíste, seguindo, o teu solene caminho
*
Pedras sem nome, reunidas, uma flor enamorada
A imagem, a voz do silêncio, a secura, uma lição
Onde uma rosa vermelha, jaz triste e abandonada
Pelas frias lágrimas, que secaram em teu coração
*
Pedras atiradas, que juntei, sem julgar, a ousadia
Que teu coração de dura pedra, se calhar merecia
Sendo a dor que em minha alma, um dia palpitou
*
Somente uma rosa vermelha, que te quis oferecer
Esquecida sobre as pedras que me fizeram sofrer
Seca das águas que por ti, meu coração já chorou

***
***
Soubessem as pedras como doem quando atiradas
E embatem nas paredes de um coração apaixonado
Deixariam as mãos de quem as atira, tão cansadas
E o seu infeliz coração chorando de envergonhado

*** 

É com todo o gosto, carinho e amor poético, que o blogue Brincando com as Palavras, se associa e aceita o convite formalizado no blogue Filosofando e Encantado, da ilustre poetisa, profª Lourdes Duarte, que pode (e deve) visitar, clicando »»» Aqui

***
Autor: gil antónio

***

sábado, 2 de fevereiro de 2019

Poesia da cor do teu coração


Gostava de escrever poesia, da cor do luar
Em que a tristeza não fosse negro da noite
Redigir palavras que fossem como estrelas
Que nos iluminam numa noite escura e fria
Mas não consigo nem sei como escrevê-las
Porque da noite, está nascendo o claro dia
*
Gostava de escrever letras que a ave canta
Melodias adornadas por líricos momentos
Em que as suas trovas, são da cor da romã
Queria ler essas melodias em meus traços
Em que a noite me tirasse os embaraços
De escrever na magia da beleza da manhã
*
Gostava de soletrar versos de fina fantasia
Nesta noite, sem fulgor, gelada, tão triste
Que até as estrelas não brilham na ilusão
Sonho e sorrio com esse teu olhar de magia
Sei que nada mais em mim cabe e persiste
Que escrever poemas da cor do teu coração


***
Autor: gil antónio
*

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Da janela do meu insano sentimento

 
♥♥
Da janela do meu insano sentimento
Observo a chuva, que cai sem cessar
Uma infindável tristeza no meu olhar
Ensurdecedora chuva, feita tormento
Fixo o meu olhar no além, e sozinha
Questiono-me perdida nos labirintos
Onde meus dedos húmidos, famintos
Tocam nos vidros como que acarinha
É o desejo do sol, e pela tua chegada
O frio no silêncio dos dias tão vazios
Meditar em ansiedade  dos dias frios
Olhando a janela, sozinha, e fechada

💞

💟Autora: Larissa Santos.