segunda-feira, 27 de maio de 2019

Não consigo perceber este meu jeito.

 Nenhuma descrição de foto disponível.
~~~~
O tempo passa em liberdade de expressão
As horas são longas demais,
Para quem espera, a desinquietação
A saudade e o medo de perder,
O amor que se conquistou sem saber
Mas que entrou, e sem querer ficou
E o meu coração jamais o abdicou
~~
Ficou gravado num relógio de memórias
Tal como fica no coração de quem sofre
São as nossas recordações, tão notórias
São guardadas num cantinho feito cofre
~~
O tempo passa, não chegas, o sol vai embora
Embelezar outros corações distantes,
O meu fica sozinho, como dantes
Olho o relógio em movimentos vazios
Num silêncio que me assusta
Não consigo perceber este meu jeito
Em que até o tempo para mim não tem hora!

~~💔~~
🌼Autora: Larissa Santos

38 comentários:

  1. Ainda não há cinco minutos comentei um poema e já cá está outro?

    Nossa Mãe!!... Será este blogue, uma industria de poesia?
    Parece!!

    :))

    Gostei, claro, como não haveria de gostar?

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Nesse cantinho feito cofre,
    onde habita bondoso coração
    por amor com amor se comove
    que não se meta na confusão!

    Tenha uma boa tarde de Domingo cara amiga poetisa Larissa Santos. Bjs.

    ResponderEliminar
  3. O tempo avança, mas há memórias que nunca se perdem!
    Gostei muito do poema :)

    ResponderEliminar
  4. Embora eu não seja a mulher que perca tempo com saudade, gostei de ler o teu poema, Larissa. Tu és amor dos pés à cabeça.

    O relógio expressa exactamente o desaparecer do tempo.

    Faço votos que o teu domingo ⛅ seja feliz.

    ResponderEliminar
  5. Boa noite Larissa,
    Lindo!
    O tempo que
    corre e nos devora...
    Beijinhos e boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  6. Muito bonito Larissa.
    Abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  7. Oi Larissa
    Linda poesia
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  8. palavras muito bonitas,
    gostei de verdade

    beijo

    ResponderEliminar
  9. OLÁ Larissa!
    Que maravilhosa poesia amei!
    Como todas as que escreve, obrigada pela partilha!
    Beijinhos com carinho. Feliz semana!

    https://caminhandoefrasiando.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  10. Um amor sem tempo pelo que se sente depois de ler o poema.
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
  11. O amor é isto...
    Lindo...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  12. É a memória dos sentidos sempre alerta… Gostei do poema, tão ao seu jeito, Larissa.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  13. Boa tarde, lindo poema que revela o sentimento de amor com receio de perca.
    AG

    ResponderEliminar
  14. Mais um poema muito bonito repleto de amor.

    Bjo

    ResponderEliminar
  15. E viva o jeito poético brincando com as palavras!

    O meu abraço.

    ResponderEliminar
  16. Bela poesia... produção em série de um artista fora de série!!!

    ResponderEliminar
  17. Cada um com seu jeito. Gosto do seu.
    Beijinho
    Boa semana

    ResponderEliminar
  18. Surpreendente poema
    Bjs

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Depilei-me toda para ti!!!

    ResponderEliminar
  19. O tempo corre tanto que mal nos deixa viver. Bonito poema e muito verdadeiro.
    Bjs

    ResponderEliminar
  20. Que poema lindo!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  21. No tempo... também a poesia não pára e brota facilmente do seu coração e eu... Gosto!!! Bj

    ResponderEliminar
  22. E, no entanto, o tempo passa...
    Belíssimo poema, Larissa!
    Beijo!
    Boa terça-feira!

    ResponderEliminar
  23. O tempo é sempre o senhor da razão.
    Lindas palavras amiga Larissa.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  24. Olá, Larissa.
    Um poema gracioso! Parabéns!

    ResponderEliminar
  25. Por vezes o tempo prega-nos partidas.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  26. Querida Larissa
    Quem espera, desespera, não é?
    Que bela composição, tão poética, para expressar o que lhe vai na alma!
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  27. Larissa
    Fiquei encantada com seus poemas! Lindos de viver!
    Beijos
    Regiane

    ResponderEliminar
  28. Parabéns minha amiga... O seu cantinho é cheio de ternuras e encantamentos... Um grande abraço do tamanho da distância que nos separa 🥀🌿💐🌷🎉✨🙌

    ResponderEliminar